17/01/2022 às 10h12min - Atualizada em 17/01/2022 às 10h12min

Candidatos a recenseador podem escolher área de coleta

Quatro estados oferecem vagas em favelas

IBGE MG Informa

Segundo o IBGE, em 2019, havia 5.127.747 domicílios ocupados em 13.151 aglomerados subnormais no país. Essas comunidades estavam localizadas em 734 municípios, em todos os estados do país, incluindo o Distrito Federal. Em 2010, eram 3.224.529 domicílios em 6.329 aglomerados subnormais, em 323 cidades, de acordo com o último Censo. Como a estimativa de 2019 foi feita para auxiliar o trabalho de campo do Censo 2022, é necessário aguardar a coleta dos dados para se comparar com 2010.

O IBGE propõe que a coleta do Censo nessas áreas seja feita por recenseadores que residam na própria localidade. Em 2010, já havia vagas específicas para essas comunidades. “A ideia é que os aprovados estejam perfeitamente ambientados à sua região de trabalho e familiarizados com os aspectos básicos desses locais, como acesso, geografia, segurança e características culturais”, esclarece o chefe da Unidade Estadual (UE) do Rio de Janeiro, José Francisco Teixeira Carvalho.

Para o Censo 2022, previsto para começar no segundo semestre, foram destinadas 1.063 vagas de recenseador em 76 áreas de trabalho correlacionadas a aglomerados subnormais em quatro UEs: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Todas as demais áreas mapeadas como aglomerados, no país inteiro, também serão recenseadas – mas a distribuição de trabalho dos recenseadores será feita após convocação dos aprovados, obedecendo critérios adotados por cada UE. 

 
 
 

Para mais informações sobre esse assunto acesse a página do IBGE na Internet - www.ibge.gov.br ou diretamente na Agência de Notícias IBGE - http://agenciadenoticias.ibge.gov.br/


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »