03/04/2015 às 11h02min - Atualizada em 03/04/2015 às 11h02min

Demóstenes Torres e Ronaldo Caiado trocam novas acusações

Amigo do contraventor Carlinhos Cachoeira, ex-senador cassado acusa ex-aliado político

Demóstenes Torres e Ronaldo Caiado trocam novas acusações.

Na noite da última terça-feira, 31 de março, o ex-senador Demóstenes Torres acusou o atual senador do DEM, Ronaldo Caiado, de ter suas campanhas para as eleições de 2002, 2006 e 2010, nas quais Caiado concorreu para o cargo de deputado federal, financiadas pelo contraventor Carlinhos Cachoeira, condenado a 39 anos de prisão por envolvimento na Operação Monte Claro, que acabou na cassação do mandato de Demóstenes.

Através de nota, Ronaldo Caiado respondeu desafiando o ex-senador a provar essas acusações, e chamou o antigo companheiro de partido de “corrupto, mau caráter, sem credibilidade, cheio de mágoas por ter sido flagrado em um esquema que envergonha o estado de Goiás e todo o Brasil”.

“Nunca fui sustentado por Carlinhos Cachoeira nem fui de seu círculo de amizades. Em relação às minhas campanhas, que Demóstenes torne público onde Carlos Cachoeira teria participação. Os dados estão divulgados para quem quiser conferir”, diz o senador em trecho de sua nota.

Também nesta nota, Ronaldo Caiado nega o fato de ter servido como intermediário para o senador Agripino Maia, presidente do DEM, em fraude com o Detran. Segundo Caiado, essas acusações são descabidas e sem sentido.

“Se tem um papel a que nunca me prestei foi de intermediário. Essas mentiras de que intermediei contatos para o senador José Agripino são descabidas e sem sentido. Até porque de Detran quem entende é Demóstenes e sua turma”, rebateu Caiado.

Em tréplica, Demóstenes Torres disse que em momento algum de sua nota questionou a participação do senador Agripino Maia, no esquema com o Detran, e questionou se de fato existiu alguma participação do presidente de seu antigo partido.

“O senador cometeu um ato falho. Eu jamais disse que Agripino Maia teve qualquer esquema com o Detran. Ou teve, Caiado?”, questionou o ex-senador.

Já Caiado encerra suas acusações dizendo ao ex-senador que não coloque outras pessoas no meio da discussão deles, e chamou-o de bicheiro.

“Quanto ao final do artigo de Demóstenes, dizendo que eu me calasse e que ele não se furtará a continuar essa briga, me alegra em saber que nesse momento ele está tomado dessa "coragem". Uma pena que não tenha durado uma manhã. Hoje já disparou ligações a políticos pedindo para que eles não entrassem nessa briga. Fique tranquilo, bicheiro. Essa briga é entre nós dois", encerrou o senador.

A discussão entre eles não termina nisso. Ainda em sua tréplica, Demóstenes Torres disse que a agonia do senador Ronaldo Caiado está apenas começando, e que ele perderá seu mandato em questões de dias.

“Essa madrugada fez Ronaldo perder a voz, mas o decorrer dos dias próximos o fará perder o mandato. A partir de agora a Justiça vai resolver a minha situação e a dele. Reafirmo tudo o que disse. A minha agonia está no fim e a de Ronaldo Caiado apenas se iniciando. Tenho dito”

Publicado no Jornal do Brasil Online


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »