15/04/2015 às 10h34min - Atualizada em 15/04/2015 às 10h34min

Minas Gerais pode ter lei de fomento a dança

Artistas, bailarinas, produtoras culturais e professoras estiveram nesta terça-feira (14) na Assembleia de Minas para pedir o apoio do deputado estadual Roberto Andrade na aprovação de um Projeto de Lei que pretende instituir o Programa Estadual de Fomento à Dança para o Estado de Minas Gerais.

A iniciativa é inspirada em um projeto similar, realizado em São Paulo, onde uma lei de fomento foi aprovada pela Câmara Municipal e impulsionou as produções artísticas e culturais voltadas para a área na capital paulista.

Para as representantes do setor, Minas Gerais não dá o suporte necessário para que os artistas realizem os espetáculos de dança por todo o estado da maneira devida, ficando restritos a Belo Horizonte. Segundo o grupo, as leis de incentivo à cultura não são suficientes. É preciso que o governo reserve, no orçamento anual, uma verba para fomentar as atividades culturais.

O deputado Roberto Andrade e seus assessores comprometeram-se a apoiar a iniciativa. Roberto Andrade disse que vai assumir a autoria do projeto e articular, junto a seus pares na Assembleia de Minas, a aprovação do mesmo. No encontro, ficou decidido que o deputado vai pedir à Comissão de Cultura da ALMG a realização de uma audiência para debater o tema.

Participaram da reunião:

- Patrícia Lima – Diretora do Núcleo de Arte e Dança

- Adriana Banana – Diretora do Fórum Internacional de Dança (FID)

- Marjorie Quast – Diretora do Camaleão Grupo de Dança

- Raquel Pires – Professora da UFMG

- Maria Inês Amaral – Bailarina

- Jacqueline de Castro – Produtora Cultural

- Leandro Belino – Artista

- Thembi Rosa – Artista e produtora cultural

- Rosa Antuña – Bailarina, coreógrafa e diretora


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »