26/09/2015 às 20h32min - Atualizada em 26/09/2015 às 20h32min

Estudantes cataguasenses lançam óculos para ajudar a locomoção de deficientes visuais

Paulo Victor Rocha/Site do Marcelo Lopes
Os jovens inventores do Visual Glasses: Ronald e João Pedro.
Os jovens cataguasenses João Pedro Polito Braga e Ronald de Aguiar Modesto, orientados pela professora Gabriella Castro Barbosa Costa Dalpra, desenvolveram o mais novo acessório que pode melhorar a locomoção e consequentemente a qualidade de vida de pessoas com problemas de visão. Trata-se do "Visual Glasses", óculos projetados com microcontroladores, sensores e dispositivos que processam dados e emitem sinais sonoros, através dos quais o usuário consegue identificar a distância em que se encontram os objetos em seu entorno, facilitando assim o seu caminhar independente, sem esbarrões ou quedas por causa de obstáculos.
 
Estudantes do 1º ano do curso Técnico em Informática do campus Leopoldina do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), João Pedro e Ronald estão empolgados com o trabalho realizado e continuam movimentando a pesquisa em direção ao aperfeiçoamento do produto que, segundo revelaram os inventores, em breve já estará patenteado junto com o nome da marca. Depois de apresentar os primeiros formatos da invenção, os estudantes já começaram a construir o novo protótipo que permitirá ao usuário escolher se prefere que o acessório funcione no modo sonoro ou se apenas emita vibrações.
 
image

image

Conforme destacaram os inventores, o funcionamento dos óculos "Visual Glasses" tem a mesma lógica de um sonar de navio: o sinal emitido bate no obstáculo e volta ao aparelho em um intervalo de tempo, a partir do qual é possível calcular a distância em que o obstáculo se encontra. Ainda segundo revelou João Pedro, os resultados do projeto estão sendo satisfatórios, uma vez que o produto surpreendeu e foi elogiado por várias pessoas, inclusive por deficientes visuais da cidade. "Além disso, já fomos selecionados para participar de duas concorridas feiras: a Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações (META) que vai ocorrer nos dias 5, 6 e 7 de Outubro, no CEFET de Leopoldina; e a Feira Estadual de Ciências e Tecnologia (FECETE), a qual acontecerá em Santa Rita do Sapucaí, nos dias 7, 8 e 9 do mesmo mês", acrescentou Ronald.
 
Na produção do "Visual Glasses", os jovens sublinharam a parceria com a empresa cataguasense Ybirá, responsável pela confecção da armação do acessório, preparada em madeira, com designer especial. João Pedro e Ronald também frisaram o apoio dado pelos seus familiares, amigos e patrocinadores: Ybirá, Loja Di Menor, Fotos Ronaldo, Majella Pedagogia Empresarial e Encautech. Animados, os estudantes agora esperam que seu produto possa futuramente chegar ao mercado e ajudar a cegos e a quem possui baixa visão. "Também queremos participar de outras feiras e mostras, objetivando oportunidade para alcançarmos, quem sabe, a Febrace – Feira Brasileira de Ciência e Engenharia", concluíram os inventores. (Fotos: Paulo Victor Rocha)
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »