03/02/2016 às 11h12min - Atualizada em 03/02/2016 às 11h12min

Lixo derramado no centro revolta população

Até mesmo óleos de cozinha usados são despejados, deixando o local com uma crosta escura que exala um cheiro insuportável.

João Gabriel B. Meneghite

  Praça João XXIII, centro de Leopoldina, onde é realizada a feirinha do produtor rural. (Foto: João Gabriel B. Meneghite)
Todas as quartas-feiras as donas de casa e a população de modo geral frequentam a tradicional feirinha do produtor localizada na Praça João XXIII. Ainda pela manhã centenas de pessoas passam por aquele trajeto, principalmente os que seguem em direção ao trabalho.

No entanto, os que passaram por ali na manhã desta quarta-feira (03/02), observaram a grande quantidade de lixo derramado no chão, se decepcionando com o aspecto de sujeira e desleixo. “Isto é uma vergonha”, comentou uma mulher revoltada com a situação. Outras pessoas apenas observavam, acenando para o local e com olhares de desaprovação. Mas, o problema não é só nas quartas-feiras e a cena se repete diariamente também em outros pontos da cidade.

Não é a primeira vez que isto acontece. Em diversas ocasiões, o jornal Leopoldinense noticiou o problema, que continua sem solução. O Secretário de Serviços Urbanos do Município de Leopoldina Ademar Teodoro já disse a nossa reportagem que por diversas vezes conversou com os donos dos estabelecimentos comerciais para que seja respeitado o horário da coleta de lixo.

Dois latões de lixo concentram resíduos de todo o comércio daquela região. O que se vê em grande quantidade são restos de comida, embalagens, copos plásticos e garrafas pet, cartela de ovos, bagaços de laranja, sugerindo que os detritos são oriundos dos bares e lanchonete instalados na Praça João XXIII, entre outros lixos comerciais.

Até mesmo óleos de cozinha usados são despejados, deixando o local com uma crosta escura que exala um cheiro insuportável, revelando a falta de limpeza do local e um péssimo cartão postal da cidade. Os lixeiros, além da dura missão que têm, ainda são submetidos a uma tarefa no recolhimento dos resíduos espalhados, atrasando o cumprimento do itinerário da coleta do lixo urbano.


Opinião: Um exemplo a ser seguido
Luiz Otávio Meneghite

Se por um lado os bares, restaurantes e lanchonetes da praça João XXIII dão um péssimo exemplo, o restaurante Tacos, localizado na rua Gabriel Andrade Junqueira dá um belo exemplo de limpeza e asseio, mantendo por sua conta duas lixeiras de plástico que ficam devidamente tampadas perto do estabelecimento. Sem dúvida, um exemplo a ser seguido. Cada estabelecimento deveria ser obrigado a manter seu próprio recipiente de lixo e colocar o lixo para fora somente na hora prevista para o caminhão de coleta de lixo urbano passar, isso em todas as ruas da cidade. A Prefeitura deveria extinguir os tão famigerados latões de lixo que não funcionam bem em nenhuma parte e só proporcionam imagens negativas da cidade como as que estão contidas na matéria acima.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »