30/03/2016 às 10h05min - Atualizada em 30/03/2016 às 10h05min

Programa “Gota de Leite” da Secretaria de Saúde de Leopoldina é referência para mais de 40 cidades

Inaugurado em setembro de 2015, o Gota de Leite recebeu 634 potes de leite para serem pasteurizados no Banco de Leite Humano de Juiz de Fora.
O Gota de Leite é um dos serviços prestados no Polo de Saúde Agostinho Pestana. Inaugurado em setembro de 2015, sendo um braço do Banco de Leite Humano de Juiz de Fora, o Gota de Leite tornou-se neste período de suma importância na vida de 145 recém-nascidos de Leopoldina e região, cujas mães por algum motivo não puderam amamentar.
 
“Quando montamos o Gota de Leite pensamos nele como uma estratégia para combater a mortalidade infantil de Leopoldina, não imaginávamos que ele iria se tornar primordial pra mais de 40 cidades, inclusive Juiz de Fora”, esclarece Lucia Gama, secretária municipal de saúde de Leopoldina.


Doadora e Natália Bedim. 

O leite materno possui 150 substâncias diferentes e vem com todas as vitaminas e proteínas necessárias para que a criança não fique doente, protegendo-a contra infecções, diarreias e alergias e há evidências de que evita a obesidade, diabetes e hipertensão arterial ao longo da vida.
 
“O volume de doações surpreendeu a todos nós. Foram 634 potes de leite para serem pasteurizados no Banco de Juiz de Fora. Além do leite, são atendidas mães com intercorrências mamárias e com dúvidas sobre amamentação. O povo de Leopoldina é muito generoso, doa com prazer”, relata a Dra. Natália Bedim, biomédica à frente do Gota de Leite.

A Dra. Bernadete Monteiro Oliveira, coordenadora do Banco de Leite de Juiz de Fora, ressalta que Leopoldina tem um dos postos de coleta mais bem estruturados que conhece e uma equipe impecável. “Sabíamos que daria certo, mas ultrapassou nossa expectativa. Fico pensando no que teria sido dos recém-nascidos sem Leopoldina. Nosso Banco estava com o estoque baixíssimo. Fomos salvos pela grande captação de leite de Leopoldina”.


Drª. Bernadete Monteiro Oliveira, coordenadora do Banco de Leite de Juiz de Fora.

A nutriz Raquel Santos Barbosa fez o maior volume de doações até o momento. Em sua fala ela enaltece a assistência que recebeu das técnicas de enfermagem Marisa Andrade e Ana Patrocínio e agradeceu a oportunidade de poder ajudar:“Nunca imaginei que pudesse sentir  tanta paz em doar”.
 
Sobre o desempenho do Banco de Leite, o prefeito José Roberto de Oliveira destacou a dedicação dos funcionários do Polo de Saúde e lembrou que os serviços que lá funcionam são todos interligados. "Fico extremamente feliz em saber que o leite de mães leopoldinenses está salvando vidas não apenas no município, mas em toda a região", afirmou o prefeito.

► A frente, enfermeira Juliana, junto com a equipe do Gota de Leite - Visita as casas 

O Gota de Leite funciona no Polo de Saúde Agostinho Pestana e atende o público de 08h00 às 18h00, de segunda à sexta-feira. 

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Leopoldina. Informações e fotos: Secretaria Municipal de Saúde.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »