06/06/2016 às 08h54min - Atualizada em 06/06/2016 às 08h54min

Apesar da água gelada, chuva e vento frio Rosemberg finaliza prova do Ironman em Floripa

Campeonato teve a participação de 2000 atletas representando 35 países, das Américas, Europa, Oceania, Africa e Ásia, ou seja, dos 5 continentes.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
Rosemberg Farjardo
Com provas nas distâncias de 3.800m de natação, 180km de ciclismo e 42km de corrida, foi realizado em Florianópolis (SC) no dia 29/05, o Campeonato Sul Americano de Ironman, considerada a maior prova de triathlon da America Latina.  Apesar de ser um Campeonato Sul Americano, as provas contaram com a participação de representantes de 35 países, das Américas, Europa, Oceania, Africa e Ásia,  ou seja, dos 5 continentes. O nível da prova estava muito alto, com atletas que no passado foram profissionais e com a idade migraram para a disputa nas categorias de faixa etária.
 
Foram 2000 atletas que naquele dia frio (14º) e chuvoso na capital de SC se alinharam na praia de Jurerê Internacional as 07:00 horas da manhã para desafiar as maiores distâncias de uma competição esportiva e desafiar os seus limites. Entre eles um representante de Leopoldina, Rosemberg Fajardo, que iria para a sua 3ª participação no evento.
 
Falando ao jornal Leopoldinense, Rosemberg relatou: "Dada a largada procurei me posicionar bem, naquele mar de gente para desenvolver uma natação segura e livre de obstáculos, mas o mar estava com uma névoa espessa que impedia de ver para onde estávamos nadando. Então, o remédio era seguir os outros atletas, pois não tínhamos ponto de referencia. No contorno da bóia mais distante da praia a organização teve que acender a iluminação de postes para acharmos o caminho de volta. A 1km da praia não sabíamos a direção da areia devido ao nevoeiro. e com a água gelada, alguns atletas tiveram que ser retirados do mar com principio de hipotermia. Ao sair da água verifiquei que o tempo havia sido muito alto (10min) em relação ao que havia treinado. Sai da água sentindo muito frio apesar da roupa de borracha, com os pés e as mãos duras de frio, tirei a roupa de borracha e me vesti o mais rápido possível para a etapa do ciclismo, que estava muito perigoso devido ao vento e a chuva que nos acompanhou por aproximadamente 50km. Entreguei a bike também num tempo alto, 10min do tempo proposto, calcei os tênis e parti para a corrida, sabendo que ali nada ou quase nada poderia interferir no meu desempenho,e corri bem, durante os 42km da maratona não fui ultrapassado por ninguém, pelo contrário ultrapassei muitos atletas, com isso consegui a 9ª melhor marca nesta etapa e finalizando em 19º lugar na categoria. O resultado foi longe do que esperávamos, mas em um dia tão difícil, em que tivemos que superar não só as distâncias, mas também as condições do tempo, todos os que completaram esta prova podem se considerar vencedores. Agora é descansar um pouco para o corpo se recuperar das quase 11h de esforço ininterrupto e partir para a próxima competição”, finalizou Rosemberg agradecendo a todos aqueles que o apóiam, em especial a MD Bikes, Academia Fortyficação, Empório Nutrição e ao jornal Leopoldinense.
 
Fonte: Academia Fortyficação

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »