27/07/2016 às 18h16min - Atualizada em 27/07/2016 às 18h16min

Tromboembolismo foi um dos principais temas de debate da Urezoma em Leopoldina

Evento organizado pela Associação Médica de Leopoldina reuniu médicos de toda a região

TEXTO E FOTOS JOÃO GABRIEL B. MENEGHITE
Diálogo e troca de experiências no dia-a-dia do trabalho médico, foram as principais bandeiras do sucesso da UREZOMA, União das Associações Médicas Regionais da Zona da Mata, que atraiu a classe médica de toda a região para o evento em realizado no dia 16/07, no Hotel Minas Tower, em Leopoldina.

Ao todo, foram realizadas sete palestras, com médicos de diversas especialidades, tendo como tema principal neste ano, o tromboembolismo, doença silenciosa que pode ser fatal, sendo considerada de difícil diagnóstico por especialistas e muito frequente no cotidiano hospitalar.
O médico Dr. Igor Carvalho Vieira, falou sobre o tromboembolismo e cirurgia ortopédica
Já a ginecologista Dra. Hérica Bonin, transcorreu sobre o tromboembolismo na gestação
O Dr. Leonardo Vicente enfatizou a doença na cirurgia bariátrica
O Dr. Flávio Ronzani falou sobre o diagnóstico do tromboembolismo por imagem
Já o cardiologista Dr. Welter Cazarin falou sobre o tromboembolismo na cardiologia e medidas profiláticas
O Dr. José Geraldo, cirurgião vascular, comentou sobre o tratamento em geral.
Outros temas também foram debatidos, como a Publicidade e Propaganda Médica, tendo como palestrante o conselheiro do CRMMG Dr. Cláudio Salum.
Dr. Cláudio Salum
Ao final, houve um debate sobre o atual cenário político do Brasil e os aspectos que influenciam o setor de saúde.  
E p/ D: Dr. Manoel, Dr. Delano, Dr. Celso, Dr. Paulo Roberto, Dr. Cláudio e Dr. Antônio Dircio
Posteriormente, o presidente da Associação Médica de Leopoldina, Dr. Celso Vieira fez homenagens a dois profissionais que ainda prestam relevantes serviços à medicina, entregando uma placa a médica Dra. Maria Beatriz Neves Freire e ao médico Dr. Delano Carlos Carneiro.

Dr. Beatriz, acompanhada de seu marido Dr. Antonio Márcio Cunha Freire e da filha Dra. Nathália Beatriz Freire Viola, agradeceu aos seus familiares e comentou sobre os desafios que é ser uma ginecologista obstetra no interior, onde situações complexas acontecem, principalmente nas madrugadas, nas quais os profissionais não contam com orientações de outros colegas, exemplificou a médica.  

Dr. Delano Carlos Carneiro, acompanhado da esposa Ana Lúcia e dos filhos Dr. Matheus e Larissa, fez uma analogia da experiência de um médico que conta com diversos profissionais à sua volta, com o famoso caso de Charles Plumb, um piloto salvo pela eficiência da ejeção de seu para quedas, que era dobrado com cuidado por um simples marinheiro.  O médico fez uma reflexão e disse que conta com o trabalho de pessoas importantes, que estão presentes em momentos oportunos e essenciais para o desenvolvimento de seu trabalho e concluiu agradecendo aos seus familiares e à direção da Associação Médica pela homenagem.

O Presidente da Associação Médica de Leopoldina, Dr. Celso Vieira, parabenizou os homenageados, pessoas dedicadas que exerceram a medicina durante muitos, com sabedoria e comprometimento ético.

O presidente da Urezoma, Dr. Manoel Torres elogiou a participação dos médicos em Leopoldina. Desde a criação do evento, Dr. Manoel faltou apenas uma vez. Ele disse ainda que a União das Associações Médicas Regionais da Zona da Mata cumpre mais uma vez o seu papel, entre os quais o de compartilhamento de conhecimentos e confraternização com a classe.

Criada em setembro de 1966, a UREZOMA tem como principal objetivo promover os intercâmbios científico, profissional e social entre os médicos de 11 cidades da Zona da Mata: Cataguases, Leopoldina, Além Paraíba, Carangola, Muriaé, Ubá, Juiz de Fora, Ponte Nova, São João Nepomuceno, Viçosa e Manhuaçu.

Em julho de 2017, está previsto outro encontro da Urezoma em Leopoldina, com a reunião de vários especialistas para debater sobre intoxicação exógena.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »