04/08/2016 às 07h41min - Atualizada em 04/08/2016 às 07h41min

Insuficiência respiratória aguda é tema de palestra na Casa de Caridade

As inscrições são gratuitas, mas número de vagas é limitado e haverá emissão de certificados de participação.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
O Núcleo de Educação Permanente da Casa de Caridade Leopoldinense, promove no dia 19 de agosto, uma sexta-feira, às 19h30min, no Salão Nobre da CCL, uma palestra com o tema: ‘Insuficiência Respiratória Aguda’ tendo como moderador o Dr. Cândido Ladeira, especialista em terapia intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira, médico da rotina do Centro de Tratamento Intensivo da Casa de Caridade Leopoldinense e médico do SAMU.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas com a Coordenação de Enfermagem da CCL, mas o número de vagas é limitado e haverá emissão de certificados de participação.

Definição de insuficiência respiratória aguda

A insuficiência respiratória é uma condição clinica na qual os pulmões não conseguem desempenhar adequadamente sua principal função, a troca gasosa, ou seja, a captação de oxigênio e liberação de CO2 está prejudicada. Desta forma, o sistema respiratório torna-se incapaz de manter os valores da pressão parcial de O2 no sangue arterial (PaO2) e da pressão parcial de CO2 no sangue arterial (PaCO2) dentro dos limites adequados para manter o metabolismo tecidual. Sendo assim, caracteriza-se insuficiência respiratória quando a PaO2 é menor ou igual que 60 mm de Hg e a PaCO2 é maior que 45 mm Hg, considerando que o individuo respira em ar ambiente e ao nível do mar. A insuficiência respiratória pode ser classificada quanto ao tempo de instalação, em aguda ou crônica. A insuficiência respiratória aguda se caracteriza por uma instalação do quadro clínico abruptamente, de horas ou poucos dias, na qual o desenvolvimento da insuficiência é tão rápido que o organismo não consegue compensar as alterações funcionais provenientes da insuficiência, desta forma há surgimento de manifestações mais intensamente. Já a insuficiência respiratória crônica tem instalação lenta com poucos ou quase nenhum sintoma, pois os pulmões desenvolvem mecanismos compensatórios eficientes. É importante ressaltar que a insuficiência respiratória é uma síndrome, não uma única doença, e vários são os mecanismos que levam à falência do sistema respiratório. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »