10/10/2016 às 08h28min - Atualizada em 10/10/2016 às 08h28min

O Concurso de Poesias Augusto dos Anjos: uma projeção para Leopoldina

Glaucia Costa e Nilza Cantoni*
A final de 2015 atraiu um bom público ao Museu Espaço dos Anjos
Ao instituir a Academia Leopoldinense de Letras e Artes (ALLA), os membros fundadores escolheram como patrono o poeta Augusto dos Anjos. Uma justa homenagem ao grande poeta brasileiro e, também, à cidade de Leopoldina, pois ambos tiveram suas histórias, de algum modo, entrelaçadas no passado e, ainda hoje, seguem juntos escrevendo suas jornadas.
 
Há 25 anos, quando o Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos foi idealizado pelas servidoras da Biblioteca Municipal Luiz Eugênio Botelho, em especial, Maria Helena Vieira, não poderiam imaginar que com ele Leopoldina se tornaria ainda mais conhecida no Brasil e no mundo.
 
Em 2014,quando apresentamos o resultado das inscrições para o 23º Concurso, destacamos que os inscritos eram de 143 diferentes cidades e apenas os estados do Acre, Amapá, Rondônia, Roraima e Tocantins não tinham representantes.
 
Percebemos, naquele ano, como as histórias de Leopoldina e Augusto são inseparáveis: recebemos um visitante da capital mineira, no dia do aniversário de 100 anos de morte do poeta, somente para conhecer seu túmulo no Cemitério Nossa Senhora do Carmo e ele acabou acompanhando muitos eventos programados para a comemoração.
 
No ano seguinte, quando pela segunda vez a ALLA ficou encarregada de participar da organização do concurso, recebemos inscrições de 160 municípios brasileiros, além de uma do Japão e outra de Portugal. O público interessado indicou que estávamos no caminho certo, ao divulgar Leopoldina para lugares tão diferentes e distantes.
 
Talvez alguns leopoldinenses não percebam a dimensão que representa a divulgação do nome do município pelo Concurso. Além do efeito cultural imediato, é preciso considerar que poetas são pessoas que atuam em diferentes atividades e que, portanto, estamos levando o nome de Leopoldina para outros ambientes profissionais, abrindo infinitas possibilidades.
 
Foi com muito orgulho que a ALLA participou da organização dos eventos em homenagem à Augusto dos Anjos nestes três anos, em conjunto com a Secretaria Municipal de Cultura. E, assim, estamos aqui para apresentar aos leopoldinenses o resultado das inscrições deste ano de 2016.
 
Poetas de Angola, Áustria, Cabo Verde, Japão, Moçambique, Portugal e Suíça entraram em contato, mas somente do Japão e de Portugal efetivaram inscrição. Do Brasil, recebemos inscrições de 21 estados. Ficaram de fora apenas Amazonas, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins. Inscreveram-se autores de 147 municípios brasileiros.

Após a fase de habilitação, na qual foram excluídas as concorrentes que deixaram de cumprir alguma regra estabelecida pelo Edital, 454 poesias foram encaminhadas para a Comissão Julgadora. Apesar de todo esse sucesso, a ALLA ainda se preocupa em aumentar a participação dos poetas leopoldinenses e algumas ações estão sendo efetivadas, mas isso é um assunto muito longo que ficará para outra oportunidade.
 
No próximo dia 31 de outubro serão conhecidos os nomes dos vinte poemas finalistas do 25º Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos. E, no dia 11 de novembro, às 19:30 horas, no Museu Espaço dos Anjos, assistiremos às apresentações das selecionadas, quando os jurados escolherão as vencedoras e os declamadores que serão premiados. Todos estão convidados para esse evento!
 
* Primeira e segunda secretárias da ALLA

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »