07/12/2016 às 15h17min - Atualizada em 07/12/2016 às 15h17min

Lixo é despejado na estrada de São Lourenço

Apesar do município de Leopoldina estar em sinal alerta contra o Aedes aegypti, infrações como essa estão cada vez mais frequentes.

O Ministério da Saúde emitiu no dia 25 de novembro, alerta para o sinal vermelho contra o Aedes aegypti em 80 cidades de Minas Gerais, entre as quais está Leopoldina. De acordo com o alerta divulgado, o maior número está na Região Sudeste, perdendo apenas para cidades do Nordeste e Norte do país. Em todo o Brasil, são 855 municípios nessa situação – 37,4% do total de pesquisados. Os dados fazem parte do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Liraa) de 2016, divulgados pelo Ministério da Saúde, que mostram ainda o avanço da febre chikungunya em todo o país.

Apesar disso, é comum serem observadas infrações relativas ao descarte de lixo, como essa que a reportagem do jornal Leopoldinense registrou na estrada vicinal de São Lourenço (Arraial dos Montes).



No trecho próximo à ‘Volta da Cobra’, antigo lixão da cidade – que foi desativado, cercado e sinalizado com alertas de multas, estão sendo descartadas garrafas de vidro. Há cerca de 100 metros após, foram despejadas caixas, sacolas, latas e sucatas de eletrônicos, propiciando a formação de criadouros do Aedes aegypti.

‘Volta da Cobra’, antigo lixão da cidade foi desativado, cercado e sinalizado com alertas de multas - Foto: João Gabriel
Um motorista que trafegava pelo local no momento em que nossa reportagem fazia os registros denunciou que já observou caminhões de lojas de móveis de Leopoldina parando naquela região para descartar isopores e outros entulhos. “Na hora fingi que estava com um celular fotografando. A intimidação funcionou e eles desistiram de jogar lixo no local. Imagino que foi descartado em outro ponto inadequado”, comentou o Leonardo Resende.

Transeuntes como o senhor Fernando de Oliveira reclamam das condições da estrada e pedem atenção da Prefeitura de Leopoldina no sentido de amenizar os problemas e riscos que os motoristas e até mesmo os pedestres convivem diariamente, como a iminência de deslizamentos de encostas num trecho próximo a ‘Volta da Cobra’ e melhorias de trafegabilidade.
Há locais com riscos de deslizamentos de barrancos - Foto: João Gabriel B. Meneghite
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »