18/03/2017 às 15h02min - Atualizada em 18/03/2017 às 15h02min

Piloto de parapente decola de Leopoldina e pousa em Campos/RJ

Túlio Subirá quebra o seu próprio recorde de longa distância voando com um parapente a partir do Morro do Cruzeiro

João Gabriel B. Meneghite

O leopoldinense Túlio Subirá quebrou o recorde de longa distância voando com um parapente com decolagem do Morro do Cruzeiro, município de Leopoldina. Ele percorreu uma distância de 130 quilômetros em cinco horas e quinze minutos, pousando em Santa Cruz, distrito do município de Campos, Estado do Rio de Janeiro. 

 
Desde o início dos anos 2000 existia um recorde cuja distância foi de 106 quilômetros. Este só foi quebrado no ano de 2014 por Túlio Subirá, que sobrevoou Juiz de Fora, pousando em Santa Bárbara do Monte Verde, atingindo a marca de 119 quilômetros. Na sexta-feira, 17 de março, o piloto com apenas 21 anos quebrou o seu próprio recorde.
 
Em entrevista ao jornal Leopoldinense, Túlio contou que sua intenção nesse dia era fazer uma triangulação, que consiste ir até determinado ponto e voltar. "Queria ir até Laranjal e voltar, pois pretendia chegar cedo. Quando decolei, percebi um vento forte, com condições favoráveis para um bom voo. Decolei às 11h15m e atingi uma média de 100 quilômetros em três horas, mas depois o voo começou a ficar lento próximo ao município de São Fidélis, onde sobrevoei cerca de cinqüenta minutos até melhorar as condições. Atingi boa altura, avistei o mar e a cidade de Campos. Foi nesse momento que percebi que atingiria o recorde, pois já estava a 104 quilômetros de distância. Estava fraco, mas persisti. Aproximei do mar, mas enfrentei um vento muito forte e abortei o voo por questões de segurança. Pousei às 16h30m, percorrendo ao todo 130 quilômetros" relatou.
 
Túlio Subirá é neto do saudoso Professor Getúlio Subirá, conhecido educador físico e  técnico de futebol em Leopoldina. É filho do empresário Luiz Geraldo Coutinho, o Lalado, que também é piloto de parapente - responsável por implantar e incentivar o esporte na cidade.
 
Desde criança, acompanhava o seu pai no Morro do Cruzeiro e aos cinco anos de idade fez o seu primeiro voo duplo. Aos quinze anos começou a voar sozinho e, atualmente, com 21 anos é considerado um dos pilotos mais técnicos da região.

Túlio Subirá também realiza voos duplos 

Link
Tags »
Piloto de parapente decola de Leopoldina e pousa em Campos/RJ
Notícias Relacionadas »
Comentários »