30/03/2018 às 07h58min - Atualizada em 30/03/2018 às 07h58min

RENDA E DESEMPREGO NO BRASIL

Daniela Lobo
A RENDA E O DESEMPREGO DO BRASILEIRO Renda média do brasileiro foi de R$ 1.268 em 2017. O rendimento domiciliar per capita médio é calculado pelo IBGE como a divisão entre o total dos rendimentos domiciliares (em termos nominais) e o total dos moradores. O Distrito Federal apresentou a maior média do Brasil, com ganho mensal médio de R$ 2.548, duas vezes a média nacional. São Paulo teve média de R$ 1.712 e Rio de Janeiro de R$ 1.445.

Maranhão, por sua vez, tem o menor rendimento per capita: R$ 597. Desemprego no Brasil tem nova alta. De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego do país foi de 12,2% no período de novembro de 2017 a janeiro de 2018. Na comparação com os três meses até dezembro (11,8%), a taxa de desemprego cresceu pela primeira vez após nove meses de recuos. A subida, no entanto, era esperada, uma vez que contabiliza a desmobilização de pessoal contratado no fim de ano. Câmara aprova projeto que regulamenta Uber, Cabify e 99.

A proposta foi considerada uma vitória pelos apps e uma derrota para taxistas, que defendiam regras mais rígidas. Os parlamentares retiraram do projeto itens como a obrigatoriedade do uso de placas vermelhas, a imposição de que só o dono do veículo poderia guiá-lo, a delimitação da circulação do veículo só na cidade onde foi registrado e a obrigatoriedade do motorista do app de solicitar autorização das prefeituras para trabalhar neste tipo de serviço. O texto segue agora para sanção presidencial. Bill Gates: "Criptomoedas causam mortes".

O fundador da Microsoft criticou em post no Reedit o anonimato por trás das moedas digitais. “A principal característica das moedas virtuais é o anonimato. Eu acho isso ruim. A habilidade de os governos descobrirem lavagem de dinheiro, evasão fiscal e financiamento de terroristas é uma coisa boa”, escreveu. Gates foi além: "As criptomoedas estão sendo usadas para comprar Fentanil e outras drogas. É um caso em que a tecnologia está causando mortes de forma bastante direta". OCDE recomenda reformas no Brasil contra desigualdades.

Segundo estudo da a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o país precisa realizar reformas para garantir um equilíbrio fiscal que permita crescer a economia e diminuir a enorme desigualdade entre a população. A projeção da OCDE é de que a economia brasileira irá crescer entre 2,2% e 2,4% em 2018, podendo somar 1,4% adicional nos próximos 15 anos se reduzir suas barreiras comerciais, desenvolver seu mercado financeiro, diminuir os níveis de corrupção e facilitar a abertura de negócios. Em maio passado, o Brasil se candidatou a uma vaga na organização, que atua discutindo políticas públicas e econômicas que devem guiar os países que dela fazem parte.

O pedido ainda está sendo analisado. Ideia do Dia: se o leitor acha que nem tudo deve ser resolvido com reuniões, o artigo do professor Kaio Serrate foi feito para você. Para ele, no atual dinamismo do mercado de trabalho, interromper a produção para realinhas ideias não faz sentido. Isso porque a rapidez das mudanças é muito maior do que a dos planejamentos estratégicos.

Organizações eficazes costumam ter reuniões externas com uma frequência muito maior do que internas. Ou seja, elas fazem reuniões para captar clientes, para prospectar oportunidades, para vender. Este é um bom indicador a ser utilizado: qual a proporção de reuniões internas em relação aos encontros focados em gerar novos negócios? Prefira sempre a segunda opção. Qual a sua opinião? Participe da conversa nos comentários abaixo. As notícias imprescindíveis para os profissionais brasileiros por Daniela Lobo e LinkedIn.

CIRCUITO FASHION MODA E MODOS CIRCUITO FASHION MODA BELEZA SAÚDE COMPORTAMENTO COM DANIELA LOBO 5S ***** -DR MARCO AURÉLIO DE FIGUEIREDO -DR DINO ENRICO PICCIONI -DRA DANIELA MONTEIRO LOBO PARA O JORNAL DA FAMÍLIA O JORNAL LEOPOLDINENSE JORNAL
LEOPOLDINENSE LEOPOLDINA MINAS GERAIS BRASIL

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »