13/09/2020 às 09h25min - Atualizada em 13/09/2020 às 09h20min

E agora pré-candidatos!?

Chegamos à reta final das pré-candidaturas. Desde o dia 31 de Agosto até o dia 16 de Setembro estarão ocorrendo às convenções partidárias. São  através delas que os partidos definem quem serão os candidatos a vereador,  prefeito e as coligações.

Candidatos a vereador já temos uma noção de quem vai ser. Quem usa as redes sociais percebeu a movimentação de alguns deles. Vários anunciando suas candidaturas.

Tem candidato a vereador pra tudo que é lado. Este ano devem participar da eleição cerca de 300 candidatos.  A enorme quantidade de candidatos se  deve à quantidade de partidos que temos na cidade. Ao todo são 24 partidos: AVANTE, DEM, MDB,  PCdoB, PEN, PODEMOS, PL, PP, PPS, PRP,  PROS,  PSB, PSC, PSD,   PSDB, PSDC, PSL, PV, PT, PTC, PTB, REDE,  REPUBLICANOS e SD.
  
Mas nem todos irão participar da eleição neste ano. Sete partidos não terão candidatos a vereador:  MDB, PEN, PPS, PRP, PROS, PSDC,  PTC. Destaco para a ausência do MDB nessa eleição. Partido histórico em Leopoldina. O  que mais elegeu vereador desde a redemocratização. De 1992 até os dias de hoje, foram  15 vereadores eleitos pelo MDB. Em 1992 e 1996 chegou a eleger quatro vereadores de uma vez.  Desta vez ficará de fora. Irá participar da eleição indiretamente. Apoiando a chapa de prefeito. Faz parte do grupo formado pelos partidos: PSB, PTB, PV e Republicanos.

Irão participar da eleição diretamente  17 partidos. Cada um poderá lançar até 23 candidatos.  Se todos lançarem o número máximo poderemos ter 391 candidatos a vereador.  Mas duvido muito que todos consigam lançar os 23 candidatos. Devido à questão de gênero. Os partidos terão que ter 30% das suas candidaturas  destinadas a um gênero. No caso da nossa política, 30% de mulheres. Para que possam lançar os 23 candidatos, terão que  ter 7 mulheres e 16 homens. Caso consigam apenas 6 mulheres, poderão lançar 20 candidatos. Ou seja, cada candidata mulher permite ao partido ter 3 candidatos homens.
 
Arrumar candidata mulher não é nada fácil. Muitos chegam a recorrer à mãe, avó, esposa, filha... candidatas que não vão disputar de fato. Algumas chegam a ter zero voto. Nem o próprio voto. Essas são candidatas apenas para permitir que o partido tenha mais candidatos homens.
 
Analisando a quantidade de partidos, acredito que dessa vez vai ultrapassar de 300 candidatos. Superando a marca de 2016,  quando participaram da eleição 288 candidatos a vereador. Até então, a eleição com maior número de candidatos.
 
Deixando de lado a disputa para vereador, todos estão querendo saber mesmo quem serão os candidatos a prefeito. Temos até o momento 9 pré-candidatos: Brenio Coli (PSD), Claúdia Conte (PT),  Godelo (PCdoB), Kélvia (PHS), Marco Antônio (PRB), Marcos Paixão (REDE), Pedro Junqueira (PL), Ricardo da Paf Pax (PSB) e Rodrigo Pimentel (PV).
 
Ninguém ainda desistiu oficialmente. Isso deve acontecer a medida que as convenções forem ocorrendo. Sobre as convenções, o primeiro partido a realizá-la será o REDE, que tem como pré-candidato Marcos Paixão. A convenção do REDE está prevista para ocorrer  no dia 13/09, às 19h, na rua Poeta Augusto dos Anjos 8 – Vale do Sol.
 
No dia 15/09, dois partidos irão realizar suas convenções. O PCdoB, que tem como pré-candidato Godelo, fará a convenção às 19h, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, rua Joaguim Guedes Machado 145. Na mesma hora, o Partido Liberal, que tem como pré-candidato Pedro Augusto,  realizará sua convenção na sede do partido: rua Barão de Cotegipe 10.
 
Os demais partidos realizarão suas convenções no dia 16.  Último dia. O Dia D. É o caso do  Partido dos Trabalhadores, que tem como pré-candidata Cláudia Conte. A convenção do partido será às 18 h, na Câmara Municipal.
 
Os partidos AVANTE, PSD, PODEMOS,  DEM e PDT, que fazem parte do grupo de Brenio Coli, irão realizar a convenção no mesmo dia, na rua Rafael Gorrado 205 – Bandeirantes. Sendo respectivamente nos horários: 10h, 12h, 14h, 16h e 18h.
 
O bloco formado por MDB, PV, Republicanos, PTB e PSB  também irão realizar suas convenções em conjunto. Esse grupo têm três pré-candidatos: Ricardo Paf Pax (PSB), Rodrigo Pimentel (PV) e Marco Antônio (Republicano). A convenção desses partidos será na Praça Felix Martins 13. Sendo respectivamente nos horários: 12:30, 16h, 18:30, 17:30 e 20h.
 
O grupo formado pelos partidos PSL, PSC, PSDB e PP farão as convenções no dia 16. Esse grupo tem como pré-candidata a prefeita a vereadora Kélvia.  O local e hora das convenções desses partidos eu não conseguir descobrir. Até tentei, mas não deram maiores informações.
 
Feito o registro das convenções, parto para análises políticas. Tentando adivinhar o que vai acontecer. Algo muito difícil. Afinal, são 9 pré-candidatos. Onde as conversas entre eles estão acontecendo diariamente? A todo o momento a gente escuta alguma coisa diferente. A gente nunca sabe se é verdade ou mentira. Em época de fakenews então...! 

As conversas estão acontecendo mais com os partidos PCdoB, PL, PT e REDE. Os únicos partidos que até o momento estão sozinhos. Tentando arrumar uma aliança, de modo ter um vice que seja de outro partido. Evitando assim a chapa puro sangue. Fato que  ocorreu  em Leopoldina  na eleição de 2012, onde PRTB lançou prefeito e vice, sendo  Roberto Bretas prefeito  e Silmara Matola de vice, marido e mulher.
 
Os partidos não querem repetir isso. Sabem que precisarão de um vice e querem que seja de preferência de outro partido. Evitando sair sozinho.
 
Dentro desse cenário, o PT vem dialogando muito com o PCdoB. Tendo em vista serem do campo da esquerda. Mas em Leopoldina, não sei porque esses partidos não caminham juntos. A esquerda aqui é muito dividida. O PDT por exemplo, sequer conversa com a esquerda. Mas quem sabe pelo menos o PCdoB não consiga ajudar montar uma chapa de esquerda. Ainda sobre o PT, mantém também conversa com Marcos Paixão. Evita conversa com grupos que já estão formados, com candidaturas quase que certas.
  

O PCdoB conversa com mais grupos. Porém, vem conversando com mais frequência com o  PT e Marcos Paixão. O partido está dividido.  Existe uma pressão interna no partido para que apoie a chapa do PT. Criando a chapa da esquerda.  Mas a direção do partido está mais próxima de Marcos Paixão.
 
Sobre Marcos Paixão, é sem dúvida o pré-candidato mais procurado. Ele mantém firme sua pré-candidatura. Torcendo para que outros partidos venham compor com ele. Mas ouvimos também rumores que talvez ele venha ser vice. Nesse caso, o mais cotado é Pedro Augusto.
 
Sobre Pedro Augusto, dias atrás cheguei  a ouvir rumores de que encabeçaria o grupo do Zé Roberto. Chegaram a falar o nome de Kélvia de vice. Uma jogada interessante para Zé Roberto, o qual sabe que não é vantagem ter muitos candidatos.  Mas acho pouco provável disso acontecer. Kélvia está muito empolgada com a candidatura.  Como tem consigo um grupo muito forte, repleto de lideranças políticas, fica difícil até de definir um nome para vice. 
 
O mesmo ocorre com Brenio Coli. Esse tem consigo 5 partidos. Repleto de lideranças. Dentro do seu grupo, dois nomes são mais comentados:  Waldair Costa, presidente da Câmara, e o vereador Jacques Vilela. Mas Brênio deseja atrair mais partidos para seu grupo, dessa forma, deixa a vaga de vice aberta, de modo tentar aumentar o poder fogo.  

O mesmo ocorre no grupo formado por Marco Antônio, Rodrigo Pimentel e Ricardo Paf Pax. Esses estão juntos desde o ano passado. Tentam há tempos trazer mais partidos para compor com eles.  Deixando aberta a vaga de vice para melhor negociar. Caso não consigam trazer ninguém, terão que decidir entre os três quem será prefeito e vice. Um ficará de fora. Quem será?
 
Daqui a três dias iremos conhecer os candidatos a prefeito. Até lá, muitas especulações e movimentações ocorrerão. Ficando aquela pergunta no ar: E agora pré-candidatos!?
 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »