11/04/2021 às 08h57min - Atualizada em 11/04/2021 às 08h55min

100 dias de governo Pedro Augusto!

Paulo Lúcio Carteirinho
O governo Pedro Augusto completou na data de ontem 100 dias. Difícil fazer uma avaliação desse começo de mandato, tendo em vista o fator pandemia. Várias áreas do seu governo estão tendo dificuldades em funcionar, como:  educação, economia,  cultura, esporte, lazer, turismo...devido ao  isolamento social.  

Apesar de todas as dificuldades, muitos dos seus secretários, assim como servidores, vêm trabalhando muito, visando criar alternativas inovadoras para conseguir fazer algo.  Falo isso por experiência própria, tendo em vista que faço parte do conselho de cultura e vejo quanto o secretário Victor Guilherme e o superintendente Saron estão trabalhando. O conselho de cultura está ativo, estamos sempre nos reunindo, claro, de forma virtual. Inclusive, na próxima quinta-feira teremos o encontro do mês de Abril, onde iremos discutir propostas para o mês. Lembrando que dia 27 de Abril é o mês do aniversário do Município de Leopoldina. O desafio é apresentar propostas para que possamos comemorar essa importante data, claro,  respeitando as regras que combatem o covid-19.
 
Dos 22 compromissos de campanha assinado em cartório, 7 deles são justamente dessas áreas mais afetadas pela pandemia. Sendo que 4 compromissos foram  impossíveis de serem colocados em prática nesses 100 primeiros dias.  Como o compromisso de número 5º,que prevê  “extensão do horário de funcionamento das creches”; vale destacar que devido a pandemia não está tendo aulas presenciais. O mesmo vale para os  compromissos de número   12°: “criação de competições esportivas de diferentes mobilidades, nos âmbitos municipal e regional”;  o de número   13°: “criação do calendário anual de eventos turísticos e culturais na cidade e nos distritos”; e o de número 20º:  “incentivo às exposições agropecuárias da cidade e concursos leiteiros nos distritos”, onde tudo que gera  aglomerações está proibido.

Esses compromissos, a gente entende o não cumprimento nesse momento. Porém, o governo poderia ter avançado no compromisso de número 11º: manutenção e construção de área de lazer e prática esportiva em todos os bairros e distritos que possuem áreas públicas”; afinal de contas, como não está tendo gastos com eventos,   o governo poderia utilizar as verbas dessas pastas  e investir em infraestrutura. Infelizmente, nesses 100 primeiros dias nada disso foi feito. O secretário Victor Guilherme até vistoriou algumas unidades, porém, como o prefeito demorou  para nomear alguém para a  secretaria de Obras, fato que só aconteceu no dia 12 de Março, ou seja, 70 dias depois de assumir o mandato, tudo que é referente a obra ficou paralisado nesse início de governo.  Um dos erros de Pedro Augusto nesses 100 primeiros dias.

Alguns compromissos foram iniciados, como o de número 3º: “Informatização de 100% das unidades escolares”. Esse vem sendo colocado em prática não necessariamente por mérito  governo, mas por causa da pandemia. Afinal de contas, como não está tendo aulas presenciais, o ensino vem sendo feito a distância.  O qual exige a informatização das escolas.   Venho acompanhando as aulas dos meus filhos e percebi o quanto evoluímos nessa parte. Venho gostando muito do trabalho que vem sendo feito.  Aproveito para parabenizar a secretária Lúcia Horta e toda sua equipe.

Ainda dentro da educação, tenho dúvidas se o compromisso de número 7º: “melhoria da merenda escolar com a aquisição de alimentos dos produtores rurais de Leopoldina”  vem sendo aplicado. Vale destacar que apesar de não está tendo aulas, estão utilizando o dinheiro da merenda escolar para comprar de alimentos que estão sendo doados para as famílias dos alunos carentes. Será que estão comprando produtos  dos produtores rurais de Leopoldina? 

Por falar na compra de alimentos, recentemente o prefeito conseguiu aprovar o projeto de número 21/2021, o qual autoriza abertura de crédito no orçamento no valor de R$ 200 mil para compra de cestas básicas, as quais serão doadas pela prefeitura. Será que os alimentos que vão compor essas cestas terão produtos dos  produtores rurais?

Falando na zona rural, nesses 100 dias de  governo  o governo  vem dando bastante atenção aos distritos. Inclusive vem cumprindo o compromisso de número 18º: “manutenção permanente das estradas rurais”. Nesses primeiros 100 dias várias estradas receberam manutenção. É bom destacar que o governo também vem dando sorte, tendo em vista que nesses primeiros meses do ano é período das chuvas, porém não vem chovendo. Quando chove é aquela chuvinha fraca. Com isso não afeta tanto as estradas.
 
Ainda falando das estradas rurais, o compromisso de número 19º: “substituição das pontes de madeiras por pontes de concreto ou tubulões”, passou longe de ser cumprido.  Pelo contrário, o governo inclusive até comprou madeiras.   Está cedo para cobrar dele a troca definitiva das pontes.  Mas temos que parabenizar o governo pelas reformas e trocas de várias pontes.

Alguns compromissos vendo sendo cumpridos na íntegra. Como o de número 1º:  “Doação de salário”. Em fevereiro Pedro Augusto doou o salário para a Sociedade São Vicente de Paulo, em Março para Creche Anita Borela e Abril para a Associação das Pioneiras de Leopoldina (APIL). Com certo exagero midiático, com direito a “checão” e vídeos promocionais.  

Destaque também para o cumprimento do compromisso de número 17º: “Implantação da “operação cidade limpa” com varrição, caiação e recolhimento de entulhos”. A área de Serviços Urbanos é com certeza a área mais elogiada do governo Pedro Augusto. Aproveito para parabenizar o secretário Totonho Fêlix pelo brilhante trabalho. Com equipes espalhadas por toda a cidade. Sou carteiro e nas caminhadas pela cidade sempre me deparo com alguém do serviço de limpeza. A coleta de lixo também está muito boa. Assim como o “bota-fora”. As ruas estão muito mais limpas.

Outros compromissos de campanhas ainda não foram possíveis de serem colocados em prática nesses 100 primeiros dias. Devido ao prazo. Como o de número 2º: “Plano de saúde para os servidores municipais”; e o de número 15º: “Valorização dos servidores municipais com plano de metas e produtividade”, tendo em vista que ainda não chegou o período da data base dos servidores. O mesmo vale para o compromisso de número 16º: “Padronização de árvores e paisagismo nas praças, jardins e entradas da cidade”, tendo em vista que o período das podas de árvores começa em maio.

Outros compromissos também exigem um tempo maior para serem implantados. Como o de número   8º: “Viabilizar a implantação de indústria de alimentos e de um polo de floricultura”; número  9º: “viabilizar através de parcerias público-privadas, a implantação de um complexo de inovação tecnológica”; número 10º: “Reativar o Centro Social Urbano”, número 14º: “Construção do jardim botânico”; número 21º: “ Troca da iluminação pública por lâmpadas de Led”; e número 22º:  “Fomentar o programa de regularização fundiária”.

No tocante a administração, o prefeito cumpriu o compromisso de número 4º:  “Redução de secretarias municipais e indicação de pessoas técnicas para a equipe de governo”. Teve problema no começo do mandato com a nomeação da esposa do vereador Suíno, o qual voltou atrás e a demitiu. Por falar em Suíno, vem sendo o maior opositor do governo na Câmara. Conseguindo tirar Pedro Augusto do sério, como aquela trágica visita que fez a Câmara. Ainda dentro da administração, recentemente teve a primeira mudança do governo, troca na Procuradoria do Município.

Em relação à economia, muito pouco foi feito nesses 100 dias. Coube ao governo pegar carona na  inauguração da Casa & Vídeo, no funcionamento da Usina Fotovoltaica Aurora (Energisa) e no avanço das obras  do Supermercado Mart Minas e da nova fábrica da Sol e Neve, porém, sem nenhuma ligação com seu governo,  sendo iniciadas no final do governo do Zé Roberto.

Ainda falando de economia, como Pedro Augusto é liberal, vem fazendo poucas restrições ao comércio. Mesmo no período da Onda Roxa, imposta pelo governador Zema, quase tudo está funcionando normalmente. Tem apoio dos vereadores, inclusive, essa semana foram aprovados os projetos de número projetos 11/2021, de autoria do vereador Bernardo Guedes, e de 22/2021, de autoria do vereador Carlos André, que reconhecem como atividades essenciais academias de ginásticas  e estabelecimentos de estéticas. 
 
Em relação à saúde, é a área que mais vem trabalhando nesse começo de governo, tendo em vista a pandemia. Teve um desgaste no começo do mandato com a troca de alguns médicos do PSF, em especial o da Quinta Residência, mas foi resolvido rapidamente.
 
Vem enfrentando também problemas com demandas da Casa de Caridade, a qual atende muitas cidades da região e com isso exige mais recursos, o que vai de encontro com o compromisso de número  3º: “o aumento do repasse a Casa de Caridade”, o qual também está sendo cumprido devido a pandemia.

Falando em pandemia, Leopoldina vem se destacando na questão das vacinações, tendo em vista que a Regional de Saúde e o Cisum terem sede em Leopoldina e com isso a cidade acaba sendo favorecida.  Por outro lado, atitudes do prefeito Pedro Augusto não contribuem em nada com o combate ao covid. Inclusive, o próprio prefeito teve covid, tendo em vista que foi para Brasília, no encontro dos prefeitos, onde fotos mostram ele sem máscara no meio de aglomerações. Dias atrás, foi na inauguração da Casa & Vídeo, a qual também gerou aglomerações na cidade. A própria foto comemorando os 100 primeiros dias mostra o prefeito 100  máscara. No começo do ano, a primeira dama fez campanha para retorno das aulas presencias. Além de várias outras atitudes que vão contra o combate ao covid-19. Sua gestão vem deixando a desejar no tocante combate a pandemia. O que explica o aumento do número de casos e mortes na cidade.
 
Foram assim os 100 primeiros dias do governo Pedro Augusto. Com acertos e erros. 100 muito o que apresentar, mas 100 perder a esperança.


 
 
 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »