07/04/2016 às 07h42min - Atualizada em 07/04/2016 às 07h42min

OPOSTOS

Cláudio Araújo
Nos encontros e desencontros
Por cada um provocados,
Quem já nã pensou em voltar atrás
Nos próprios passos!?
Quando se "ama alguém",
Quem tem a audácia de dizer
Que é totalmente livre?
Quem é dependente "de um outro"
Pode se achar auto suficiente!?
E, assim todos vivem 
De migalhas e de atenção...
Um sorriso aqui, um beijo ali...
Um abraço forte, um amor selvagem,
Para nos mostrar a ternura de um carinho.
Mas cada um tem um jeito
Todo próprio de "amar e se entregar",
As loucuras dum momento ímpar,
Milhões de fantansias tornam realidade no ato...
Homem ou Mulher!
E, de quaisquer formas, ser casal é ser opostos...
Fora desse prisma, como ter real a Criação!?...
(*)Autor dosLivros de Poesias: Horizontes de Liberdade e Fé(1999) - Estrada de Infinito e de Paz(2001) - Alumbramentos D´Alma(2010) - Antologia Nacional, "Poesias Encantadas", Vol. I(2010), Vol. IV(2012), Vol. VII(2014) - Antologia Nacional Talento Poético(2015) - Grupo Poemas do Brasil(2015) - Antologia dos Escritores Aracajuanos e Convidados(2015) - I Antologia Poética de Sergipe Poetizando A Vida(2015) - Antologia Internacional Asas da Liberdade, "Desde o Brasil até o Chile em Verso e Prosa"(2013) - Colaborador da Imprensa Escrita do Estado de Sergipe e Além Fronteiras(1982/2016) - Sócio e Fundador do Clube dos Poetas Estanciano, Entidade de Utilidade Públicas Municipal e Estadual, Leis: 819/1991 e 8.092.2016, fundado em: 24 de Fevereiro de 1991.
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »