20/01/2017 às 16h36min - Atualizada em 20/01/2017 às 16h36min

Qual o tipo ideal de redutor de velocidade para o bairro Três Cruzes?

Luiz Otávio Meneghite e João Gabriel Baia Meneghite
Modelo de radar instalado em rodovias
Sempre que acontece algum acidente grave em Leopoldina, principalmente nas rodovias que cortam o município, entre elas a BR116 (Rio-Bahia), que é, sem dúvida, a mais movimentada, a população se manifesta revoltada e reivindica mais segurança.
 
Há alguns anos, num desses pontos críticos da rodovia foi instalado um aparelho de radar na altura da Boa Sorte, na conhecida ‘Curva do Timbira’, onde eram frequentes os acidentes com vítimas fatais. As estatísticas comprovam que os acidentes no local quase zeraram após a colocação do radar.
 
Mais recentemente foram instalados redutores de velocidade do tipo lombada, antes e depois do bairro Três Cruzes. Os acidentes na região diminuíram mas não acabaram, principalmente porque os trevos de acesso ao bairro e condomínios ao redor a partir da BR116 continuam desprotegidos.

Vereador pede instalação de radar na BR116 próximo ao bairro Três Cruzes

Após o trágico acidente que resultou na morte de Rondinele Carvalho, 38 anos, na manhã do dia 16 de janeiro, na altura do KM 761, da BR116, próximo a um dos trevos de acesso ao bairro Três Cruzes, gerando grande revolta na população, principalmente em amigos, familiares e aqueles que moram ou transitam nas imediações, o vereador Sebastião Geraldo Valentim, popularmente conhecido como Tião Três Cruzes, protocolou na Unidade Local do DNIT um ofício em que pede soluções para o problema de segurança no trânsito naquele trecho da rodovia Rio-Bahia.
Acidente no bairro Três Cruzes

O documento oficial assinado pelo parlamentar e endereçado ao engenheiro Márcio Gusmão, Chefe de Serviço da Unidade Local do DNIT, foi recebido na terça-feira, 17 de janeiro, pelo engenheiro Alexandre A. Castro Réche. No texto do documento, o vereador solicita à autoridade da autarquia que estude a possibilidade, em caráter de urgência, de implantar um redutor de velocidade do tipo radar junto ao trevo que dá acesso ao bairro Três Cruzes, mais precisamente na altura da KM 761.

Em sua justificativa ao engenheiro o vereador ‘Tião Três Cruzes’ se fundamenta nos constantes acidentes com vítimas fatais na região. O parlamentar lembrou no documento entregue ao DNIT que os quebra-molas recentemente instalados nas proximidades apenas reduziram a velocidade dos veículos que transitam no local, mas os acessos aos bairros da região continuam extremamente perigosos.

A realidade

Sem dinheiro para manter os contratos, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) resolveu desligar todos os radares sob responsabilidade do órgão localizados em rodovias federais. Os contratos do DNIT com as empresas que faziam a manutenção dos radares terminaram em dezembro de 2016. Eram 6.909 equipamentos eletrônicos em toda a malha rodoviária do país, estradas concedidas ou não. Os cortes foram feitos estrategicamente nas rodovias que já estão sendo administradas pela iniciativa privada.

O departamento, que reconhece que a fiscalização ajuda os motoristas a se manterem na velocidade permitida em cada rodovia, aumentando a segurança da via, informou que já abriu uma licitação para uma nova etapa de prestação dos serviços a partir de 2017. Estão previstas 7.947 faixas fiscalizadas, com investimento de R$ 2,9 bilhões em cinco anos.
Sabendo disso, o vereador Tião Três Cruzes disse ao jornal Leopoldinense que além do ofício protocolado na Unidade Local do DNIT, vai entrar em contato com os parlamentares estaduais e federais de seu partido, o PCdoB, para fazerem coro com a reivindicação dos moradores do bairro.

Com o objetivo de colaborar mantendo o assunto em evidência para que não caia no esquecimento, o jornal Leopoldinense, acatando sugestão de leitores, coloca em pauta a seguinte enquete:

Qual o tipo ideal de redutor de velocidade para o bairro Três Cruzes?
CLIQUE AQUI PARA VER AS OPÇÕES E VOTAR

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »