18/05/2018 às 17h13min - Atualizada em 18/05/2018 às 17h13min

Conheça a história da carismática dona Mariana, que completou 100 anos de idade.

Ao lado de familiares e amigos, ela comemorou o seu centenário no Asilo Santo Antônio, onde vive há mais de 30 anos.

João Gabriel B. Meneghite
Ter o privilégio de chegar aos 100 anos de idade é uma bênção de Deus – foram tantas experiências, ensinamentos e muito amor que a Dona Mariana Gomes continua compartilhando. Lúcida, com um sorriso afetuoso, ela comemorou o seu centenário na manhã desta sexta-feira, 18 de maio, no Asilo Santo Antônio, onde vive há mais de 30 anos.

Ao lado de familiares e amigos, participou de uma missa celebrada pelo Monsenhor Antônio José Chamel na capelinha do Asilo. Posteriormente houve a comemoração de seu aniversário, sendo servido um saboroso lanche para as pessoas presentes.

Dona Mariana Gomes nasceu em 18 de maio de 1918 numa fazenda do distrito de Água Viva, município de Estrela Dalva, Minas Gerais. Na década de 1970, quando morou no distrito de Vista Alegre, em Cataguases assistiu a um grande desastre: a enchente de 1979 - considerada a pior da história do Estado de Minas Gerais, quando choveu mais de 35 dias e deixou 37 cidades ilhadas, vitimando centenas de pessoas.

Após o desastre, mudou-se para Leopoldina e, apesar de seu filho insistir para morar com a família em São João Nepomuceno, onde reside, Dona Mariana foi enfática ao afirmar que lá não tem baile. “Ela gosta muito de se divertir. Eu queria que ela morasse comigo, mas não quis de jeito nenhum”, comentou o seu único filho Celso Gomes, militar reformado da aeronáutica.

“É a última a sair dos bailes aqui no asilo. Comemorar o seu centenário é um momento festivo de nossa entidade”, disse Antônio de Souza Filho (Tonico), presidente do Asilo Santo Antônio.

Paulo Rocha, do Asilo Santo Antônio, lembra que conheceu Dona Mariana há muitos anos, ocasião que visitava a casa da senhora Vera Maranha e o senhor Eneias. “Ela sempre nos recebia com um carinho especial, oferecendo bolo e café e isso ficou marcado em mim. Neste momento marcante, fico feliz em poder abraça-la”, disse.

A centenária Mariana pronunciou poucas palavras, agradecendo pela festa, convidando a todos para tomar um café. Ela tem um filho, cinco netos e seis bisnetos.




Com Antônio de Souza Filho (Tonico), presidente do Asilo Santo Antônio.

Com o Monsenhor Antônio Chamel

Com a Dra. Beatriz Neves Freire

Com as bisnetas

Com netos

Com o filho Celso

Com familiares

Com os Congregados Marianos.



 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »