15/04/2019 às 18h40min - Atualizada em 19/04/2019 às 08h14min

No mês de seu aniversário Fonte inaugura nova loja no bairro Alto do Cemitério

Processo de expansão da rede prevê duplicação do número de lojas na região e a criação de um Centro de Distribuição em Leopoldina.

João Gabriel Baia Meneghite
Fonte Supermercados - Alto do Cemitério -Rua Fajardo nº 33
Os sócios Júlio Antônio Carraro Mendonça e José Lindionor Rocha trabalharam juntos na lavoura e, há trinta e três anos, iniciaram suas atividades com um pequeno mercado de hortifruti na Rua Acácio Serpa, no centro de Leopoldina.

Aos poucos, foram ganhando espaço no mercado e, no decorrer dos anos, abriram mais lojas. Atualmente, são quatro unidades do Fonte Supermercados, três no município de Leopoldina e uma em Cataguases, com formatos e públicos distintos.

No dia 28 de abril (domingo) é aniversário do Fonte e a comemoração da data será na segunda-feira (29/04) , com muitas promoções. Na inauguração em 17 de abril, de sua quinta filial, no conceito mini mercado de bairro, atendendo o público da região do Alto do Cemitério, Bandeirantes, Limoeiro, Serra Verde e adjacências, também haverá promoções especiais.

O imóvel localizado na Rua Fajardo, nº 33 foi todo reformado. Tem 300 metros quadrados na área de vendas e a mesma medida na parte inferior, onde funcionará o depósito, além de um mezanino, formando um terceiro pavimento.

O Fonte Supermercados do Bairro Alto do Cemitério terá açougue, frios, padaria, hortifruti e mercearia em geral. É semelhante à unidade do Bairro Alto da Ventania, com um mix de produtos que atenderá a totalidade dos consumidores.

Em entrevista ao jornal Leopoldinense, o empresário Julio Carraro comentou que há muito tempo os moradores reivindicavam um mercado naquela região. O pedido foi atendido após a conclusão de um estudo que constatou a viabilidade e uma localização estratégica. Ele disse ainda que a população recebeu com muita alegria a notícia da inauguração da nova loja.

Além de remanejar os funcionários mais experientes para o novo empreendimento, foram gerados, num primeiro momento, trinta e três empregos, podendo chegar a cinquenta, de acordo com a demanda. Em toda a rede, a empresa gera 533 postos de trabalho.


Júlio Antônio Carraro Mendonça, sócio do Fonte Supermercados


O processo de expansão e os investimentos

O objetivo da rede é duplicar os números de lojas na microrregião e criar um Centro de Distribuição no município de Leopoldina. “Chegamos à conclusão que temos que crescer, para o bem da empresa, dos clientes, funcionários e parceiros”, comentou Júlio.

Ele disse ainda que é cedo para dar detalhes, pois a sua equipe está concluindo o planejamento do processo de expansão, previsto para ser implementado à curto prazo, nos próximos três ou quatro anos. No entanto, não descarta a possibilidade dos municípios de Muriaé, Além Paraíba e pequenas cidades no entorno de Leopoldina receberem lojas do Fonte Supermercados.

Com o aumento da demanda, será necessária a criação de um Centro de Distribuição, que pode ser construído em Leopoldina, em uma área de 5 a 10 mil metros quadrados, gerando aproximadamente de 30 a 40 empregos.

Revelou ainda que o investimento no ‘Vila Fonte’ foi muito alto, ocasionando um atraso na sequência do processo de expansão.  “Dificilmente se vê uma loja conceitual deste padrão, localizada no centro de uma cidade, com a retaguarda do Vila Fonte. Recebemos muitas visitas de empresários do segmento que ficam encantados com o que vêem. É uma loja que caberia em qualquer lugar no Brasil e exterior. No espaço onde foi construído, poderíamos ter investido em um edifício residencial, mas priorizamos o nosso negócio”, comentou.

E complementou: “Nesse período, seguramos um pouco a abertura de novas lojas, mas não deixamos de investir, fizemos estacionamento coberto no Fonte Bela Vista, melhoramos a nossa frota, fizemos adequações em todas as lojas do projeto de prevenção de incêndios e adequamos a parte de refrigeração com portas, cujo custo é muito alto”.

Oportunidade para os funcionários crescerem na empresa.

O empresário relevou ainda que o Fonte Supermercados passou a ter um compromisso ainda maior com os seus funcionários, denominados por ele como ‘família’. “Eles anseiam melhores cargos, fazem os seus planejamentos familiares e confiam na empresa. Então, precisamos crescer por vários fatores, pois, passamos a ter uma grande família em nosso entorno”.

Júlio disse ainda que todo Centro Administrativo do Fonte Supermercados está em Leopoldina: departamento jurídico, contábil e fiscal, departamento pessoal, compras, enfim, quase na totalidade os gerentes são leopoldinenses.  Revelou também que a média salarial da empresa em relação aos concorrentes é superior.

“Hoje estamos empregando filho de nossos funcionários. Isso é muito legal. Muitas empresas, por exemplo, não gostam da formação de casais entre os seus funcionários – discordamos e aqui vemos com bons olhos. Temos funcionários que se conheceram, casaram, tem a base salarial formada aqui dentro e ninguém melhor do que eles para entender a importância da empresa, ou seja, ficam mais comprometidos.

Tivemos muita sorte na escolha de nossos funcionários e colaboradores. São pessoas muito integradas com a empresa, têm liberdade de conversar diretamente conosco. Não afastamos do chão de loja. “Acho que um dos motivos do sucesso é essa integração com todos, fazendo o papel de psicólogo e pai”, comentou.

No bate papo que o empresário teve com a nossa reportagem, conversou sobre o crescimento do negócio baseado em uma história de muito trabalho e persistência, com a família envolvida nesse processo.

“Galgamos cada degrau, com muito pé no chão. Somos uma empresa que investimos com recursos próprios e trabalhamos em sintonia com a família integrada ao negócio. Tenho um sócio maravilhoso e espetacular que é o José Rocha. Nossas esposas parecem que são irmãs, uma cuida da outra e trabalham juntas o dia todo. Os meninos [os filhos] também trabalham conosco e todos gostamos do que fazemos”, finalizou
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »