10/07/2019 às 08h33min - Atualizada em 10/07/2019 às 11h23min

Lincoln Ramalho vence o Show de Calouros da Expoleo 2019

Em 3º lugar ficou Karolina Alves Morais, cantando ‘Cobaia’, de Luana Prado. Na 2ª colocação ficou Kennedy Batista Aguiar, cantando a canção ‘Garçon’, de Reginaldo Rossi.

João Gabriel B. Meneghite
O Show de Calouros é um evento da Exposição Agropecuária de Leopoldina e realizado há nove anos, dando oportunidades a grandes talentos de nossa região.

É coordenado por Sérgio Barbosa França e faz parte da extensa programação cultural da Expoleo, evento agropecuário organizado pela Cooperativa Agropecuária da Região Leste de Minas Gerais – Coopleste.

Na abertura da festa, os alunos da Apae de Leopoldina cantaram algumas canções. Segundo José do Carmo Fófano Vieira, presidente da instituição, o Show de Calouros foi uma oportunidade de mostrar o excelente trabalho musical realizado sob coordenação da professora Izabel. Como forma de agradecimento, a instituição homenageou o presidente da Coopleste Pedro Augusto Junqueira Ferraz e o coordenador do evento Sérgio Barbosa França.

Os radialistas Edson Montan e Alexandre Méscolin apresentaram de forma irreverente os vinte candidatos, que foram submetidos à avaliação de nove jurados, professores do Conservatório de Música Lia Salgado.

Em terceiro lugar ficou Karolina Alves Morais, cantando ‘Cobaia’, de Luana Prado; Na segunda colocação ficou Kennedy Batista Aguiar, cantando a canção ‘Garçon’, de Reginaldo Rossi.

Lincoln de Castro Ramalho cantou a linda canção ‘What a Wonderful World’, que em português significa ‘Que mundo Maravilhoso’. Gravada por Louis Louis Armstrong, foi lançada em 1967 e tinha como objetivo de servir como antídoto ao carregado clima racial e político nos Estados Unidos, com tom esperançoso e otimista em relação ao futuro.

A entonação grave da voz de Lincoln é muito semelhante à gravação original da canção, encantando a platéia e convencendo o júri como a melhor apresentação da noite desta terça-feira, 10 de julho, dando a vitória a ele no concurso musical.

Em entrevista ao jornal Leopoldinense, o cantor falou sobre a sua trajetória. Ele tem 64 anos de idade e é natural do Rio de Janeiro. Sua ligação com a música vem desde os 11 anos e, desde então, aprecia as canções nacionais e internacionais.

“Sempre fui guitarrista e cheguei a tocar com diversos grupos e cantores famosos  nas décadas de 1970 como Tim Maia, Tony Tornado, além de participações especiais com Gal Costa no Festival dos Festivais, entre outros.  Cheguei a criar uma equipe de som baseada num camarada que foi muito meu amigo, o Bigboy, então criei o Big Lincoln. Rapaz, foi um sucesso medonho, você nem imagina”, revelou.

E continuou... “As coisas foram modificando e parti para o ramo de Educação Física, área onde fui formado pela UERJ. Cheguei a ter duas academias no Rio de Janeiro, mas a minha mãe decidiu vir para Leopoldina e cheguei aqui em 1994 para cuidar dela. As pessoas da cidade me receberam muito bem e por aqui fiquei. Infelizmente o dinheiro foi acabando e estou por aí tentando sobreviver. A música sempre fez parte de minha vida, sempre”, exclamou.

Lincoln informou que não canta profissionalmente, mas sempre é convidado por amigos para ‘dar uma palinha’. “Eu vou com muito prazer, pois a música é sempre agradável de expor e expressar, não é mesmo!?”.

Não é a primeira vez que ele participa do Show de Calouros da Exposição de Leopoldina, ficando bem classificado em concursos anteriores, mas foi neste ano que conquistou a primeira colocação.

Também comentou sobre as dificuldades dos músicos brasileiros e que é preciso ter muita dedicação. “Minha mensagem para quem pretende trilhar neste caminho é que nunca deixe de correr atrás dos sonhos. A música é algo que pode te deixar depressivo, com tristeza, mas também te leva a uma alegria extrema. Música é isso, assim que eu a defino. E, por favor, jovens, fiquem longe das drogas!”, finalizou.

O Show de Calouros distribuiu R$1.800,00 em prêmios, sendo R$1.000,00 para o primeiro lugar;  R$500,00 para o segundo e  R$300,00 para o terceiro colocado.

Pedro Augusto Junqueira Ferraz tem a seguinte opinião sobre o evento: “Dar oportunidade de as pessoas trabalharem e desenvolverem o seu talento é muito gratificante e eu fico muito feliz pela Exposição proporcionar esse momento. Por isso, damos total apoio a essa iniciativa”.
Diretoria, professores, colaboradores e alunos da APAE Leopoldina.
O coordenador Sergio França, o presidente da Coopleste Pedro Augusto Junqueira Ferraz e os apresentadores Edson Montan e Alexandre Méscolin.

Em 3º lugar ficou Karolina Alves Morais, cantando ‘Cobaia’, de Luana Prado.

O vereador Waldair Barbosa Costa (E) entregou o prêmio a Karolina.

Na 2ª colocação ficou Kennedy Batista Aguiar, cantando a canção ‘Garçon’, de Reginaldo Rossi. 

O músico Naná (ao centro) fez a entrega a Kennedy (E).


O vencedor do Show de Calouros Lincoln Ramalho. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »