19/07/2019 às 13h15min - Atualizada em 19/07/2019 às 13h15min

Leopoldina... Quem explica?

Por Luciano Baía Meneghite

Em Leopoldina o Calado fala muito.

O Galope não tem pressa.

O Encrenca é tranqüilo.

A Praça da Bandeira não tem bandeira, mas bandalha.

A Rua das Flores já foi “do Buraco”; hoje todas são.

Calçada é passeio, mas o passeio é na rua.

Qualquer beco vira rua, qualquer rua é avenida, que sem espaço vira beco.

E lá vai a cidade ladeira abaixo.

Aqui os cegos vêem tudo e quem vê mesmo não fala nada.

O Baiano não é baiano.

O Pireli não mexe com pneu.

O Já Morreu não morre e o irmão do Vivo é mais vivo que o Vivo.

Porco fala do toucinho. 171 é Vossa Excelência e excelência ganha homenagem.

O povo; Banana.

E não adianta reclamar com o bispo, porque tá sem bispo.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »