04/09/2019 às 18h52min - Atualizada em 04/09/2019 às 18h52min

Colégio Equipe adere ao programa ‘Escola da Inteligência’

O modelo vem sendo implantado nas mais modernas instituições de ensino do país.

João Gabriel B. Meneghite
O Sistema Equipe de Ensino fechou uma parceria com uma empresa para desenvolver a educação socioemocional de todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. Trata-se do renomado programa ‘Escola da Inteligência’, elaborado pelo psiquiatra Dr. Augusto Cury, um dos escritores mais lidos e respeitados na América Latina.

Ele é autor da Teoria da Inteligência Multifocal, que foi objeto de mestrado e doutorado, cuja experiência foi comprovada em seus estudos, sendo criada a chamada Escola da Inteligência, que vem sendo implantada nas mais modernas instituições de ensino do país.

Na noite desta terça-feira, 03 de setembro, a comunidade escolar do Colégio Equipe de Leopoldina esteve reunida no salão social do Clube do Moinho, para um encontro com a consultora pedagógica da Escola da Inteligência, Lívia Chagas, que apresentou as principais vantagens do Programa, que visa o gerenciamento das emoções, desenvolvimento da inteligência e habilidades com as relações e administração de conflitos, além de outros fatores como a criatividade e qualidade de vida.
A consultora pedagógica da Escola da Inteligência Lívia Chagas

O Diretor do Colégio Equipe de Leopoldina Rodrigo Baptista Ramos comentou que a antiga formação escolar é diferente dos atuais anseios das crianças e jovens. “Acredita-se que uma criança com 7 anos de idade tem mais informações que o imperador romano tinha no auge de Roma. Isso faz com que as questões socioambientais fiquem atropeladas. Observamos que muitos jovens estão tendo dificuldades para enfrentar os problemas”, alertou.

E continuou: “A Escola da Inteligência irá preparar o nosso aluno para se tornar um ser humano brilhante, emocionalmente saudável, com ferramentas psicológicas para enfrentar com inteligência os obstáculos da sociedade, aprendendo a gerenciar pensamentos, a pensar antes de reagir, a colocar-se no lugar do outro, a proteger a emoção, a desenvolver a capacidade de superar perdas e frustrações, a trabalhar a tolerância, introspecção e disciplina”.  

A proposta atende ao PCN – Planos Curriculares Nacionais, do Ministério da Educação. O trabalho será iniciado no Colégio Equipe de Leopoldina em 2020 e tem o objetivo de promover o bem comum de toda a escola, inserindo na carga horária questões socioemocionais. “Será desafiador e haverá maior integração com pais, professores e funcionários”, finalizou Rodrigo.
 
O Diretor do Colégio Equipe de Cataguases, Flávio Montes, a consultora pedagógica da Escola da Inteligência, Lívia Chagas, o diretor do Colégio Equipe de Leopoldina, Rodrigo Ramos e o diretor pedagógico do Sistema Equipe de Ensino, Denizart Maitan.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »