26/02/2020 às 16h54min - Atualizada em 26/02/2020 às 16h54min

E foi-se o carnaval...

Grande momento - A alegria de D. Ilca Paixão e Zé Bandido emocionou a muitos presentes. (Foto: Ana Carolina Mendonça Toledo)
Por Luciano Baía Meneghite

Quando alguém lembra dos grandes carnavais que Leopoldina teve em décadas passadas, não está se referindo a grandes palcos e bandas caras de fora. A principal atração e hoje motivo de saudades eram as escolas e blocos da cidade. Eram eles que lotavam a Cotegipe e praça General Osório. Assim como os bailes e matinês dos clubes ou as batucadas improvisadas na Praça do Urubu.

Alguns podem dizer que mudaram as pessoas e os gostos, mas acho isso uma meia verdade. Há alguns anos, ninguém imaginaria que os blocos de rua voltariam com  força em todo o Brasil, incluindo Leopoldina. Ainda acredito que é possível sim a volta dos desfiles oficiais e escolas de samba.

Há muitos anos o carnaval de Leopoldina vem num ritmo de um passo à frente e dois pra trás. Os bem intencionados não podem ficar presos a burocracias e fórmulas equivocadas. Passa-se dois, três anos sem investimento e organização por parte da Prefeitura e quando é feito, como neste ano, gasta-se mais no supérfluo que na essência do carnaval. Houve sim apoio aos blocos, mas muito aquém do que poderia.

Nem tudo é dinheiro. A maioria das pessoas que mexem com o carnaval são pessoas simples e que muitas vezes precisam apenas de uma orientação pra melhor organizar sua agremiação ou para realizar um evento. Isso tem que ser feito não faltando poucos dias para o carnaval. Quanto aos oportunistas que existem em qualquer meio, a melhor forma de afastá-los é cobrando rígida prestação de contas. Pra isso é preciso que o poder público também seja transparente.

Mesmo sem grandes patrocínios ou grande infraestrutura e apesar das chuvas que cairam em vários momentos, os blocos de Leopoldina fizeram em 2020 um bom carnaval.  O jornal Leopoldinense online realizou grande cobertura dos eventos por toda a cidade.

Particularmente, como organizador do bloco Bão Igual Bosta, passei por muitos contratempos. Ainda assim, ao final deu certo. Conseguimos marcar presença e com apoio de Lucília Paixão e família realizamos um dos momentos mais marcantes que foi a coroação na Praça do Urubu de dois grandes carnavalescos de Leopoldina, D. Ilca Paixão e Zé Bandido. Valdir de Paula "Pico" e Sr.Francisco da Velha Guarda do Cutubas fizeram a entrega das faixas, Merquinho também do Cutubas coroou Zé Bandido e eu, Luciano, Dona Ilca.


 São momentos simples assim que ficam na memória. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »