19/05/2020 às 13h31min - Atualizada em 19/05/2020 às 13h31min

Energisa realiza doação de 50 protetores faciais para a Prefeitura de Leopoldina

Os protetores faciais fazem parte de uma iniciativa com CEFET-MG e serão utilizados pelos profissionais da barreira sanitária.

Os protetores estão sendo fabricados com insumos doados pela Energisa em impressoras 3Ds
As ações do movimento Energia do Bem, criado pela Energisa para ajudar no combate à pandemia de Covid-19, não param. A empresa, em parceria com o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), está produzindo protetores faciais que serão doados para profissionais de saúde da área de concessão da Energisa em Minas Gerais e Nova Friburgo.  
 
A Casa de Caridade Leopoldinense foi a primeira a receber os 50 protetores faciais, no mês de abril. E nesta segunda-feira, 18 de maio, foi a vez da Prefeitura Municipal de Leopoldina receber 50 protetores faciais, que serão utilizados pelos profissionais da barreira sanitária. 
 
Os protetores faciais fazem parte de uma iniciativa com CEFET-MG, que visa à produção desses equipamentos para doação a unidades de saúde. Os protetores estão sendo fabricados com insumos doados pela Energisa em impressoras 3Ds que compõem os laboratórios onde são desenvolvidos pela empresa e o CEFET dois relevantes projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para o setor elétrico. Toda a execução do trabalho está sendo coordenada de forma voluntária pelos professores da instituição.  
 
“Agradecemos profundamente à Energisa a parceria com o CEFET e em doar para nós essas máscaras, que chegaram em boa hora. Elas serão utilizadas pelos nossos profissionais que estão nas barreiras sanitárias, onde está sendo feito um excelente trabalho, cercando a entrada do vírus em Leopoldina. Com esses protetores, vamos aumentar nossa eficiência em relação a essa pandemia”, comentou o prefeito Municipal de Leopoldina José Roberto de Oliveira. 
 
“Estamos conscientes da gravidade do que está acontecendo no mundo neste momento e esta parceria está permitindo contribuir com a proteção dos profissionais que estão na linha de frente, devido ao alto grau de disseminação do coronavírus”, comentou o diretor Técnico e Comercial da Energisa Minas Gerais e Energisa Nova Friburgo, Fernando Costalonga. 
 
Outras instituições da área de concessão da Energisa em Minas Gerais também serão beneficiadas. Ao todo serão 500 protetores que irão beneficiar, além de Leopoldina, hospitais de Cataguases, Ubá, Muriaé, Manhuaçu, Além Paraíba e Nova Friburgo. A previsão é de concluir a entrega até o fim do mês de maio. 
 
Movimento Energisa do Bem 
 
O Grupo Energisa criou o Energia do Bem para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. Trata-se de uma rede de atuação orgânica, que já reúne 13 parceiros, envolvidos em iniciativas que incluem obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. Também foi criado o portal Energia do Bem, com informações confiáveis sobre a doença e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social.  
 
O Grupo Energisa investirá R$ 5 milhões no movimento em todos os estados onde atua. Os recursos serão aplicados em diversas frentes mapeadas junto ao poder público local. Em Minas Gerais e Nova Friburgo, também estão previstas a doação de máscaras faciais para profissionais da área de saúde e divulgação de dicas de saúde e prevenção do contágio nos municípios com menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da nossa área de concessão. 
 
Entre os parceiros envolvidos no movimento estão Confederação Nacional da Indústria (CNI), IEL – Instituto Euvaldo Lodi, Sesi/Senai e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e Evoé. A Unesco fará uma curadoria de conteúdos educativos para o portal. 
 
Assessoria de Comunicação Social da Energisa
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »