30/08/2020 às 14h14min - Atualizada em 30/08/2020 às 13h30min

Descobrindo e valorizando as histórias das pessoas mais idosas de Leopoldina

Luciano Baía Meneghite
Geraldo Honório, 95 anos do bairro Jardim dos Bandeirantes foi quem teve o primeiro vídeo divulgado. (Foto GH: Maxwilly Alan)
Vídeos curtos gravados através de celular ou de câmeras amadoras em que familiares entrevistam as pessoas mais idosas de cada bairro, distrito ou localidade de Leopoldina. Uma ideia simples, mas de grande importância não só para a memória leopoldinense, mas como forma de valorização e respeito para com as pessoas mais idosas.

Principalmente nesta época de pandemia em que grande parte dos idosos se veem ainda mais limitados pelo necessário isolamento social, não é raro que muitos sejam vistos como estorvo e até maltratados. Há, porém, quem saiba o valor que essas pessoas tiveram no passado e ainda têm no presente, tanto da própria família, quanto da sociedade em que vivem.

O grupo de voluntários Anjos de Luz, que nos últimos anos vem promovendo diversas campanhas sociais, resolveu lançar uma campanha na busca das pessoas mais idosas do município de Leopoldina.

Nós do jornal Leopoldinense, que já realizamos diversas entrevistas do tipo, sabemos que muitas vezes as pessoas sentem-se meio intimidadas a falar, mas com a entrevista sendo conduzida mais em forma de conversa por um familiar, o registro tem muito mais chance de sucesso. Acreditando na ideia e atendendo a um pedido da Roberta Braga Lima, coordenadora do Grupo Anjos de Luz, elaboramos algumas perguntas básicas, adaptadas a cada caso pelos prórprios familiares e cedemos imagens do acervo da Memória Leopoldinense.

Quem tiver interesse em colaborar, os vídeos devem ter duração máxima de dez minutos em que o(a) idoso(a) conte um pouco sobre sua vida, sobre o local em que mora e sobre a cidade.  É só entrar em contato e saber maiores detalhes.

Alguns dos vídeos já estão sendo enviados para a página oficial do grupo Anjos de Luz no Facebook e também serão exibidos na do jornal Leopoldinense. (Confira o primeiro)

Embora ainda não se tenha fechado oficialmente há também a possibilidade de alguma premiação, mas com toda certeza, os maiores prêmios serão as próprias entrevistas.

  

 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »