19/11/2020 às 23h33min - Atualizada em 19/11/2020 às 23h33min

Pombo com cor incomum em Leopoldina chama atenção e faz sucesso em redes sociais

Ave levantou dúvidas.Afinal, trata-se de brincadeira de mau gosto ou fenômeno da natureza?

Luciano Baía Meneghite
A ave passeando pela Rua da Grama (Fotos: Nivania Gouveia)
Um pombo com penas de tons que vão do vermelho ao rosa tem chamado a atenção de muitos leopoldinenses que transitam nas imediações da rua Manoel Lobato, a popular “Rua da Grama”. Várias fotografias e vídeos estão circulando pelas redes sociais como estas imagens registradas por Nivania Gouveia e enviadas ao jornal Leopoldinense. Muitos comentários tentam explicar  a coloração diferente da ave. Alguns falam da possibilidade de alguém ter tingido o animalzinho ou até que sua coloração se deva a alimentação da mesma cor como ocorre com outras aves.

Em rápidas pesquisas na internet descobrimos que existe de fato a espécie de Pombo Rosa ou Pink Pigeon ( Nesoenas mayeri )  da família Columbidae endêmica das Ilhas Maurício na África, mas estes tem suas penas em tons mais suaves.

Não é a primeira vez que pombos em tons rosados ou avermelhados são motivo de dúvidas e discussão. Aves assim já apareceram em Belo Horizonte em 2019 e também em cidades britânicas em 2015.

Espera-se que no caso de ter sido algum tipo de brincadeira, que não tenha sido utilizado nenhum corante tóxico, nem que vire moda, pois além da crueldade, pombos transmitem muitas doenças como histoplasmose, salmonelose, meningite, ornitose entre outras.



Com informações da Biblioteca Virtual/Ministério da Saúde e Jornal da Manhã 

Matérias relacionadas:


2015 - Deputados querem reduzir população de pombos em Minas Gerais

2018 - Artesãos da feira de artesanato reclamam de Fezes de pombos na praça​

2019 - Infestação de pombos na Creche Maria Aparecida Conte é solucionada

2020 - Infestação de pombos em Leopoldina é tema de discussão na Câmara de Vereadores
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »