30/12/2020 às 19h31min - Atualizada em 30/12/2020 às 19h31min

A despedida de uma guerreira da Saúde Pública em Leopoldina

Luiz Otávio Meneghite
Lucia Helena Fernandes da Gama
Eu a conheci na década de 1980, quando recém saída da faculdade de enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora, voltou para Leopoldina, sua terra natal, onde iniciou uma belíssima carreira profissional na área de Saúde Pública. Galgou um degrau de cada vez, palmilhando o setor, conhecendo-o nos seus detalhes e surpreendendo-se a cada dia, positiva e negativamente, tudo contribuindo para o seu crescimento profissional. Estou me referindo a Lúcia Helena Fernandes da Gama, última Secretária Municipal de Saúde de Leopoldina cuja exoneração já foi publicada para vigorar a partir de 31 de dezembro de 2020.

Me recordo que uma de suas primeiras missões foi o combate a uma infestação de ‘bichos de pé’ no periférico bairro do Limoeiro, onde a maioria das habitações era feita de adobe e cobertas de sapé. A infraestrutura urbana inexistia e a água era de uma mina nas imediações, o que por si só tornava precária a higienização dos moradores.

Outra recordação que tenho  é do tempo em que o combate à AIDS entrou numa fase educativa orientada pelo Ministério da Saúde e executada a partir dos setores de Saúde pelos municípios. Por iniciativa dela, integrei uma equipe que foi ao Rio de Janeiro, colher depoimentos de grandes artistas para uma ação de orientação às pessoas sobre as formas de evitar a doença. Gravamos com cerca de cinqüenta cantores, compositores, atores e o resultado foi exibido em telão armado em praça pública em Leopoldina.

Várias campanhas educativas e preventivas na área de Saúde em benefício da população reuniu muitos  leopoldinenses para assistirem palestras proferidas por profissionais do setor  no auditório do Cefet. E ela ali nos bastidores agindo para que tudo desse certo. E deu!

Mesmo em alguns momentos discordando de algumas ações de seus superiores no setor, ela cumpria religiosamente o que lhe era determinado, superando obstáculos e iluminando caminhos a serem seguidos.

Neste malfadado ano de 2020, marcado pela pandemia do coronavírus e enfrentando um câncer, ela não soltou as rédeas e continuou na árdua tarefa de comandar a Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina. Cumpriu com brilhantismo a sua missão que agora se encerra com a sua aposentadoria e a exoneração do cargo. Merece o descanso, mas também o nosso aplauso e agradecimento. Obrigado, Lúcia!
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »