10/08/2021 às 15h07min - Atualizada em 10/08/2021 às 15h07min

Bernardo Guedes e Vinicius Queijinho apresentam requerimento sobre informações da UBS Nova Leopoldina

Os vereadores Bernardo Guedes e Vinicius Queijinho continuam trabalhando para que as obras da UBS Nova Leopoldina sejam concluídas o quanto antes

Gabriel Fajardo (*)
Vinicius Queijinho e Bernardo Guedes em visita à obra paralisada
Ainda em junho, os parlamentares estiveram em Belo Horizonte, onde foram recebidos pelo deputado estadual Alencar da Silveira e o secretário de estado de saúde Fábio Baccheretti. A obra é de iniciativa do Estado e foi apurado que sua paralisação se deu pela discordância entre a empreiteira, a Prefeitura e o Estado sobre a inclinação de uma rampa na entrada. Além disso, por questões burocráticas, o executivo precisará devolver cerca de 2 mil reais referentes a diferença na fundação da obra e posteriormente o estado devolverá o valor ao município.

Tendo em vista a boa reunião na capital do estado, os vereadores se reuniram em Leopoldina na sede da Gerência Regional de Saúde de Leopoldina, onde foram recebidos pelo gerente Renan Guimarães, o secretário Márcio Machado, a chefe das unidades básicas de saúde Jéssica Montes e também os técnicos de arquitetura e convênio da GRS. Ao fim da conversa, ficou definido que a Prefeitura enviaria alguns colaboradores do setor de engenharia para fazer um novo levantamento da obra, já que o último dado é de outubro de 2019, quando convênio foi encerrado e apontava naquele momento a execução de apenas 43,10%.

Passados os meses de junho e julho, Bernardo e Queijinho apresentaram requerimento no último dia 6 de agosto para que a Prefeitura informe a Casa Legislativa no prazo da lei quanto ao levantamento por parte do setor de engenharia sobre o que falta para conclusão da obra, tendo em vista que em visita ao Secretário Estadual de Saúde, o mesmo condicionou a disponibilização dos recursos para conclusão da obra a partir da diligência.

"Continuamos batalhando para que a obra seja concluída o quanto antes e a população dos bairros José Nelson (Cidade Alta) e Nova Leopoldina sejam atendidas. Saúde é prioridade nesse momento", disse Bernardo Guedes.

"A conclusão da UBS da Nova Leopoldina é uma vontade nossa. Não pararemos até que a unidade esteja aberta e com médicos para a população", finalizou Queijinho.

(*) Assessoria de Imprensa e Parlamentar

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »