10/05/2022 às 19h59min - Atualizada em 10/05/2022 às 19h59min

Geraldo Azevedo e Miltinho Edilberto são algumas das atrações do Festival de Viola de Piacatuba

“A ideia é promover cultura e arte, trocar experiências e fortalecer a viola brasileira", explica Maria Lúcia Braga, produtora e organizadora do evento.

Fernanda Espindola
Geraldo Azevedo e Miltinho Edilberto voltam a se apresentar em Piacatuba (Divulgação)
Entre os dias 27 e 31 de julho, o distrito de Piacatuba, que fica a cerca de 320 km da capital mineira, vai ser transformar na capital nacional da moda de viola e promete ser o destino de milhares de turistas em busca de boa música e dos prazeres da culinária mineira.

Em 2022, o Festival de Viola de Piacatuba e Gastronomia chega a sua 17ª edição e desde então mantém viva a ideia inicial do projeto: reunir no mesmo palco artistas de renome nacional e novos talentos da música de raiz. E após dois anos sem ser realizado por causa da pandemia, a expectativa é de um grande público. “A ideia é promover cultura e arte, trocar experiências e fortalecer a viola brasileira", explica Maria Lúcia Braga, produtora e organizadora do evento.

Durante cinco dias, a acolhedora Piacatuba abrigará música, arte, gastronomia mineira e uma programação cultural para todas as idades. O evento é gratuito e levará ao público shows de grandes artistas da MPB e as tradicionais mostras regional e nacional.

Desde os já consagrados e conhecidos do público como Geraldo Azevedo e Miltinho Edilberto, passando pelas bandas Porteira Elétrica e Pau e Corda, que completa 50 anos de carreira, a programação de 2022 trará ainda Bruno Takashy e Felipe, vencedores do Festival em 2019, banda Carmin e os artistas leopoldinenses: Thaylis, Serafins, Hermes Viola e Luiz, e o grupo Doce Flauta & Cia, do Conservatório Estadual de Música Lia Salgado.

Produzido por Maria Lúcia Braga, a 17ª edição do Festival de Viola de Piacatuba e Gastronomia é patrocinada pela Energisa e pelo Governo de Minas, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, e tem apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho.

(*) Assessoria de Imprensa do Festival

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »