17/04/2016 às 08h36min - Atualizada em 17/04/2016 às 08h36min

Ideal tem arquibancadas interditadas e pede ajuda da Prefeitura para resolver situação

A administração municipal selou a parceria com o clube para dar início, já na próxima semana, na primeira etapa para solucionar as irregularidades constatadas.

Arquibancadas da Vila
Depois de seis meses da vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros de Leopoldina, a qual constatou uma série de irregularidades nas arquibancadas do Estádio Alcides Campos “Vila”, a diretoria do Ideal E.C solicitou a ajuda da Prefeitura Municipal para começar a resolver os problemas. Em reunião na tarde de sexta-feira, 15 de abril, na Prefeitura de Recreio, o diretor de futebol do Ideal, Caíque Willians, explicou para o prefeito Oninho e o engenheiro civil, Tadeu Rezende, a situação das arquibancadas da Vila conforme o laudo do Corpo de Bombeiros. A administração municipal selou a parceria com o clube para dar início, já na próxima semana, na primeira etapa para solucionar as irregularidades constatadas.

Segundo Tadeu Rezende, “o primeiro passo será elaborar um projeto arquitetônico do Estádio, essa etapa contará com o apoio do departamento de engenharia da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Pombra “AMERP”, através da engenheira civil, Maria Helena Elmor Moor. Na sequência o projeto será encaminhado ao Corpo de Bombeiros de Muriaé e em seguida eles aprovam ou sugerem as alterações, para enfim, começar as obras necessárias. Dentro desse processo ainda tem a preparação de um projeto técnico de combate a incêndio.” A direção do Ideal, através do site do clube, informou que até a data de 14 de abril não havia tido acesso ao laudo do Corpo de Bombeiros ou mesmo recebido alguma notificação sobre a situação do Estádio e que só soube da notícia da interdição por meio de matéria do Site Pólis.


PM notificando a Liga Esportiva de Cataguases.

PM notificou a LEC sobre a interdição das arquibancadas

No domingo, 10 de abril, antes da vitória do Ideal sobre o Ribeiro Junqueira por 1X0, os sargentos da Polícia Militar, Edmilson Coimbra e Vinícius Geraldo, notificaram a Liga Esportiva de Cataguases, através do vice-presidente Jorge Abritta, sobre a interdição das arquibancadas da Vila, conforme o laudo da vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros no dia 9 de outubro de 2015. Em contato com o presidente Paulo Santana, o mesmo informou que uma reunião seria marcada com a direção do Ideal para tratar do assunto.


Caíque, Oninho e Tadeu, em reunião. ( Foto Site do Ideal E.C.)

O que diz o laudo do Corpo de Bombeiros

O Site Pólis teve acesso ao laudo da vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros, em 9 de outubro de 2015, nele consta que “na Vila há uma área edificada coberta composta por arquibancadas e áreas de apoio, onde, no momento da inspeção, foram constatadas as seguintes irregularidades: a edificação não possui processo de segurança contra incêndio e pânico – PSCIP, aprovado e liberado pelo corpo de bombeiros militar de Minas Gerais, situação que contraria o disposto na Lei 14130/01; não possuía nenhum tipo de medida de segurança instalada e operante, situação que além de contrariar o previsto nas normas de segurança concorre para a caracterização do risco iminente de sinistros; a edificação não possui acessibilidade para portadores de necessidades especiais, contrariando o disposto na Lei 10.098 de 19 de dezembro de 2000; as saídas de emergência do Estádio não atendem ao previsto nas normas de segurança, no tocante a largura e ao sentido de abertura; as rampas não atendem ao previsto nas normas de segurança, no tocante a declividade e a instalação de guarda corpo e corrimão; fiações elétricas expostas e ou acondicionadas em material combustível, situação que além de contrariar o previsto na NBR 5410 da ABNT cria uma condição de risco real e potencial de acidentes para os usuários da edificação;  livre acesso de uma das arquibancadas para uma laje de cobertura da área de lazer e churrasqueira, com uma queda livre de aproximadamente 3 metros de altura; foi constatado que toda a estrutura de sustentação do telhado de cobertura de uma das arquibancadas se encontrava com diversas avarias causadas pela ação do tempo e ou mal executadas apresentando diversas deformidades e com emendas irregulares, condições que comprometem a estabilidade da referida cobertura criando uma condição de risco real e potencial para os usuários da edificação, para tal deverá ser providenciada a manutenção devida com acompanhamento técnico ou a elaboração de uma laudo técnico circunstanciado atestando as condições de estabilidade da cobertura bem como elencando as medidas mitigadoras e ou corretivas que por ventura foram tomadas para garantir a segurança da estrutura”.Diante das irregularidades verificadas o Corpo de Bombeiros interditou, parcialmente, o Estádio Alcides Campos, podendo, no entanto, ser utilizado o campo de futebol para as práticas esportivas.

A ação de fiscalização foi acompanhada pelo tesoureiro do Ideal, Lúcio Conde.

Fonte:  Leonardo Ribeiro da Silva-Site Polis Recreio
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »