11/11/2016 às 08h11min - Atualizada em 11/11/2016 às 08h11min

Palestra da Sociedade Olímpica Leopoldinense discutirá a implementação do paradesporto em Leopoldina.

João Gabriel Baia Meneghite
A Sociedade Olímpica Leopoldinense realizará no dia 25 de novembro, às 19:00, na Academia Cobrinha de Capoeira, uma palestra sobre o paradesporto e sua possível implementação no município de Leopoldina. A palestra será ministrada pelo professor de educação física Dimas Diego Domiciano de Souza, vice-presidente da SOL-Sociedade Olímpica Leopoldinense, que compartilhará a sua experiência como voluntário nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, bem como o aprendizado adquirido durante sua participação no V Congresso Internacional Paralimpico Brasileiro, realizado em Belo Horizonte no mês de outubro.

Formado em Educação Física e Pós-graduado em esporte e atividades físicas inclusivas para pessoas com Deficiência pela UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora, Dimas Diego coordenará os projetos de inclusão propostos pela SOL.  O primeiro passo para a implementação dos projetos é a palestra que apresentará os esportes que se enquadram a cada deficiência. “Pretendemos também com essa palestra reunir potenciais parceiros para os projetos, conversar com dirigentes da APAE para fazermos o levantamento do número de alunos e deficiências; e também mostrar à população e autoridades, a viabilidade da proposta”, completou.

Nos Jogos Rio 2016, Diego fez contatos com desportistas e técnicos da Seleção Brasileira. No congresso realizado recentemente, comunicou-se com pessoas que têm experiência na execução de atividades semelhantes ao que pretende implantar no município. “Tive a oportunidade de conhecer a Karla Mesquita Belgo, supervisora de esporte adaptado da Secretaria de Esportes de Juiz de Fora e coordenadora do Programa Paralimpico e do Núcleo de Avaliação Física. Ela desenvolve há mais de 10 anos esse projeto em parceria com a Secretaria de Esportes de Juiz de Fora e colocou-se à disposição para colaborar com a iniciação em Leopoldina. Também tive a honra de dialogar com o presidente do comitê Andrew Parson, que disponibilizou a sua equipe para o suporte em relação a cursos e classificações”, comentou Diego.

O professor afirmou de forma entusiasmada que o paradesporto é viável em Leopoldina e concluiu dizendo que esse revolucionará a inclusão social do município. “O esporte é um mecanismo de transformação, superação e libertação. Espero sensibilizar as autoridades com a ideia e darmos um passo importante neste setor em nossa cidade”, concluiu. A palestra será aberta a todos os interessados.

Palestra sobre a implementação do paradesporto em Leopoldina.
Data: 25/11/2016
Horário: 19 horas
Local: Academia Cobrinha de Capoeira
Endereço: Rua Prof. José Lintz nº 14 – Centro

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »