14/11/2016 às 20h33min - Atualizada em 14/11/2016 às 20h33min

Pérola Negra ganha festival de dança no Estado do Rio

Foram dias de muita luta, repetições de movimentos dançantes e dedicação, que ao final valeram a pena, pois o Pérola Negra retornou de Bom Jardim com três troféus.

Por Amaury da Silva Santos
O Festival aconteceu nos dias 12 e 13 de novembro na cidade de Bom Jardim, Estado do Rio de Janeiro. O Grupo Pérola Negra, já havia participado de duas edições anteriores, porém nas mostras de dança. Este ano foi a primeira vez que participou como um dos grupos competidores no evento.
 
O convite para que o Pérola Negra este ano participasse da competição veio do produtor do Festival, o coreógrafo Sandro Soares, responsável pela Cia Impacto Urbano e que tem uma grande afinidade pelo Projeto que acontece na Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado, de Leopoldina.
 
Inicialmente a preocupação dos coordenadores do projeto era se de fato o grupo estaria em condições de competir. Por terem nas edições anteriores, conhecido o nível dos grupos que participam do festival, mudaram um pouco a dinâmica de trabalho para colocarem os meninos e meninas do Pérola Negra próximos do potencial dos participantes do evento.
 
Após isso, resolveram aceitar o desafio e iniciar uma maratona de ensaios envolvendo inclusive feriados e fins de semanas para preparar a galerinha do Pérola Negra para sua primeira competição de dança em Festival.
 
A coreógrafa, a Contadora Gisele Teles, deixava seu escritório às vezes em horário de pico para encontrar com a galera e organizar a coreografia que iria para competição de grupo na modalidade livre.
 
Foram dias de muita luta, repetições de movimentos dançantes e dedicação, que ao final valeram a pena, pois o  Pérola Negra retornou do Estado do Rio com três troféus: um de Grupo Campeão Nacional de Dança na Modalidade Livre, que compõe os estilos afro, populares, folclore e gospel; outro de 1º Lugar Solo na modalidade livre, prêmio conferido à integrante do grupo, Maria Clara Guimarães e o 2º Lugar Solo na modalidade livre prêmio conferido à integrante do grupo, Kersyla Lima.
 
Enfim, todo o esforço foi compensado e acredito que a experiência adquirida pelos envolvidos no projeto será algo que jamais se apagará de suas vidas.
 
Sobre o festival
 
O Festival aconteceu no Galpão Cultural Professora Margarete de Jesus, Centro – Bom Jardim-RJ, nos dias 12 e 13 de novembro de 2016 a partir das 18:00 horas,  numa realização da Impactos Produções e Eventos.
 
Com objetivo de promover intercâmbio, a organização buscou promover interação e troca de experiências entre os participantes amadores de Dança, além de possibilitar aos mesmos iguais oportunidades de revelarem talentos, desenvolverem nível técnico e sensibilidade artística de cunho competitivo ou mostra. Todos os coreógrafos ou diretores dos grupos receberam uma camisa do evento e um crachá, tendo por obrigatoriedade estarem uniformizados com as mesmas durante todo o festival.
Os inscritos participaram gratuitamente das oficinas e os competidores concorreram a prêmios especiais durante o evento oferecido pelo comercio local, além da premiação de 1º, 2º e 3º lugares. Aconteceram Workshops com diversas oficinas de vários estilos para os inscritos em um espaço alternativo do festival. Um júri composto de profissionais da área que observaram detalhadamente cada apresentação, considerando os quesitos de tema coreográfico, nível técnico, interpretação, criatividade, figurino, conjunto da obra e composição coreográfica.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »