01/12/2020 às 10h51min - Atualizada em 01/12/2020 às 10h51min

“OS DESCOMPASSOS DA VIDA”

Com   o  olhar  projetado  em  meu  caminho,
O  panorama   deixa-me  embriagado
Pela  cena  de  um  mundo  atordoado
Ferido  com  pisadas  no  espinho .
 
O  clarão  movimenta  a  cena  aberta
Transluzindo  um  descompasso  da  vida
Na  triste  exposição  de  um  ferida
Descortinando  uma  mágoa  encoberta .
 
Desfolhando  uma  cena  de   ternura 
Surge  na  esperança  a simplicidade
Da  imagem  límpida   da  escultura
 
Espelhando  quadros  na  identidade 
Da  vida  abrilhantando  na moldura
A   beleza  de  uma   felicidade  .

 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »