29/07/2014 às 10h34min - Atualizada em 29/07/2014 às 10h34min

A melhor arma num concurso

Há uns quatro anos, a Discovery exibiu um documentário sobre as dez melhores armas de uso tático. O segundo lugar ficou com a AK-47, inventada por um oficial do antigo exército soviético. A sigla em Russo indica uma arma “avtomat”, inventada por Kalashnikov no ano de 1947.

            Estima-se que cem milhões de unidades foram vendidas, formando a infantaria de exércitos em dezenas de países. Também houve vendas para grupos terroristas, sobre o que o inventor comentou na BBC de Londres: “Os terroristas não são tolos: também escolhem as armas mais confiáveis”. Em 2002, ele fez uma manifestação bem distinta no “The Guardian: “Eu gostaria de ter inventado um aparador de grama”.

            No último dia 23 de Dezembro, Mikhail Kalashnikov faleceu aos 93 anos de idade. E o documentário está sendo reprisado. Eis a chance de sabermos qual é a arma tática classificada em primeiro lugar, pois, como dito acima, o fuzil AK-47 obteve a segunda colocação. E sabe qual é a arma que conquistou o primeiro lugar?

            Quem passou pela experiência militar já matou a charada. A resposta é quase óbvia para um estudioso da ciência militar, ou para quem entendeu as mensagens do General Sun Tzu, autor de A Arte da Guerra, escrito no Século VI a.C.

            A Discovery apontou a mente como a arma mais poderosa. Sempre que faltam ao guerreiro os meios materiais, ela entra em ação com forças e inteligências inimagináveis. Isso pode ser a diferença entre viver ou morrer.

            O uso adequado dessa poderosa arma pode ser a diferença para a aprovação num concurso. Nessa trajetória, assim como o guerreiro, você encontrará inimigos. Façamos a classificação deles, já que a Discovery classificou as armas. Em segundo lugar estão os invejosos. Em primeiro lugar está você mesmo, quando se deixar influenciar por quem torce pelo seu fracasso.

Então, para se superar, use sua mente contra aquele que pode ser o pior dos seus inimigos: você mesmo. Desse modo, podem aparecer quaisquer inimigos. Eles podem fazer de tudo para a sua ruína. Mas sua determinação e seu conhecimento, produzidos na sua mente, ninguém pode te tomar.  

 

 (*) Professor de Direito, delegado federal e autor do livro “Como passei em 15 concursos”, da Ed. Método.

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »