28/06/2017 às 08h43min - Atualizada em 28/06/2017 às 08h43min

Presidente da Coopleste rejeita contribuição do município por considerar valor desrespeitoso

Valor proposto pela Prefeitura de Leopoldina para contribuição à realização da Expoleo 2017 é de R$20.000,00

Arnaldo Spindola - Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Leopoldina
O Presidente da Cooperativa Agropecuária Região Leste de Minas Gerais (COOPLESTE), Marcos Almeida Junqueira Reis, protocolou uma correspondência na Secretaria da Câmara Municipal de Leopoldina, posicionando-se a respeito do Projeto de Lei nº 47/2017, de autoria do Poder Executivo, que será apreciado pelos vereadores em reunião extraordinária no próximo dia 29. O referido projeto dispõe sobre a contribuição para a Exposição Agropecuária e Industrial de Leopoldina, estipulando o valor de R$ 20.000,00.

No documento protocolado na Câmara na tarde desta terça-feira, o Presidente da COOPLESTE ressalta a importância da festa, sendo a segunda exposição agropecuária mais antiga do Brasil. Ele informa que o evento é referência estadual em qualidade e engajamento dos produtores, transferindo tecnologia aos produtores, fomentando o comércio e o acesso a novas práticas de produção, difundindo conceitos de genética e de manejo, e sendo o grande evento de congraçamento da classe produtora de Leopoldina e região.

Marcos Junqueira lembrou que simultaneamente são realizadas três exposições ranqueadas de raças leiteiras e equinos, além de mostras de outras raças bovídeas e caprinas, além de concurso leiteiro. O presidente ressaltou que, além da importância vital para o agronegócio, o evento movimenta de forma crucial o setor comercial da cidade, especialmente o hoteleiro e de alimentação, gerando recursos tributários, ingressos financeiros e retorno institucional valioso ao município.

Em sua explanação, o Presidente da COOPLESTE reconheceu que o Setor Público sempre contribuiu de forma substancial para a realização do evento, seja no suporte operacional de limpeza e logística, seja pela contribuição financeira para realização da festa.

Após fazer toda essa referência à Exposição Agropecuária e Industrial de Leopoldina, Marcos Junqueira informou que, ao tomar conhecimento do teor do Projeto de Lei nº 47/2017, que estipula teto orçamentário de R$20.000,00 como suporte financeiro da Prefeitura Municipal para o evento, decidiu comunicar oficialmente à Câmara de Vereadores que recusa receber tal contribuição.

Ao justificar sua decisão, o presidente argumentou que o valor estipulado pelo projeto não condiz com a importância do evento e não cobre sequer 10% dos custos estimados para o mesmo. Para ele, trata-se de um valor desrespeitoso face à importância do evento e, em virtude disso, estava informando ao Poder Legislativo que não tem interesse na contribuição financeira pública e que considera desnecessária a votação do referido projeto de lei.

Após protocolar o documento na secretaria, Marcos Junqueira foi recebido pelo Presidente Pastor Darci José Portella e pelo 2º Secretário da Mesa Diretora, Jacques Villela. Ao final, o presidente do Legislativo explicou que entendia as ponderações do presidente da COOPLESTE, porém confirmou que a reunião extraordinária será realizada na quinta-feira, às 15 horas, para apreciação do Projeto de Lei 47/2017.  

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »