02/10/2017 às 08h49min - Atualizada em 02/10/2017 às 08h49min

Pirineus tem praça abandonada e às escuras há anos

O terreno de 2.100 metros quadrados, com 60 metros de frente e 35 metros de fundos, onde está localizada a Praça Aurélia Gonçalves de Assis.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
A praça foi inaugurada no 1º mandato do prefeito José Roberto de Oliveira
A Praça Aurélia Gonçalves de Assis, inaugurada em 1996 em um dos mandatos anteriores do atual prefeito José Roberto de Oliveira, no antigo local em que funcionou a Escola Estadual Luiz Salgado Lima, no Alto dos Pirineus, está há cerca de nove anos às escuras e danificada.

Segundo vários moradores, inúmeros apelos já foram feitos à administração municipal, nos últimos 6 anos, contudo sem resultados. Uma moradora reclama: "A praça está nessa situação por culpa dos vândalos e por nunca ter tido uma manutenção adequada por parte da prefeitura".

Terreno pertence à União

O terreno de 2.100 metros quadrados, com 60 metros de frente e 35 metros de fundos, onde está localizada a Praça Aurélia Gonçalves de Assis, foi doado pelo município de Leopoldina por força da Lei nº 445, de 20/09/1962, devidamente aprovada pela Câmara Municipal de Leopoldina, à Campanha Nacional de Erradicação do Analfabetismo, projeto do Governo Federal já extinto.

A doação não estabeleceu cláusula de reversão, porém, o jornal Leopoldinense apurou que órgão responsável pelo Patrimônio da União é favorável à doação da área ao município, tendo chegado a fazer contato com a Prefeitura de Leopoldina, há uns 6 anos, sem sucesso.

A área tem uma topografia diferenciada das demais praças da cidade com parte do terreno em plano mais elevado do que a rua defronte e com árvores frondosas já plantadas. No local existe uma área para a prática de esportes bastante danificada.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »