13/10/2017 às 20h17min - Atualizada em 13/10/2017 às 20h17min

Veja algumas dicas da Energisa para gerar economia de energia nessa época do ano

O aproveitamentodo maior tempo de incidência da luz do sol, já que ele vai se por mais tarde, reduz a demanda por energia no período mais crítico do dia, o horário de pico.

Abra as janelas e aproveite a luz natural do ambiente.
Com a decisão do Governo em manter o horário de Verão brasileiro para o ano de 2017, os relógios da população das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem ser adiantados em uma hora às 00h do dia 15 de outubro.

O horário de verão, que vai até o dia 18 de fevereiro de 2018, tem como objetivo a economia de energia, aproveitando o maior tempo de incidência da luz do sol, já que o sol vai se por mais tarde, reduzindo a demanda por energia no período mais crítico do dia, conhecido como horário de pico, que é entre 18h e 21h.

Segundo dados do ONS, o horário de verão praticado em 2016/2017 gerou uma economia de R$ 159,5 milhões por causa da redução do acionamento de termoelétricas durante este período.

Segundo explica Fabio Lancelotti, gerente do Departamento de Operações da Energisa, “com o horário de verão há um melhor aproveitamento da luz do dia, reduzindo o consumo e os riscos de restrição de carga no horário de pico, normalmente entre 18h e 21h e, permitindo melhores condições para aproveitamento da capacidade de geração das usinas. O Brasil possui a matriz energética predominantemente hidráulica e nessa época de reservatórios com níveis baixos é importante essa economia de energia”.

Atitudes simples podem gerar economia de energia durante todo o ano. Veja algumas dicas da Energisa:

o   limpe os filtros do ar condicionado periodicamente, pois sujos, eles impedem a circulação livre de ar, aumentando o consumo de energia;

o   evite abrir a geladeira a toda hora. O ar quente do verão entra no eletrodoméstico e faz o motor funcionar mais para manter os alimentos resfriados;

o   os ventiladores de pé são mais econômicos que os de teto, podendo reduzir em até 13,2 kWh o consumo de energia ao mês;

o   regule o chuveiro na posição verão e evite banhos longos;

o   evite utilizar equipamentos que consomem mais energia, como chuveiro elétrico, nos horários de pico;

o   abra as janelas e aproveite a luz natural do ambiente;

o   prefira os equipamentos com o Selo Procel, que indica quais são os modelos que consomem menos energia;

o   prefira lâmpadas do tipo LED, que são mais econômicas;

o   prefira cores claras nas paredes, que ajudam a refletir melhor a luz;

o   desligue os equipamentos eletrônicos quando não estiverem em uso;

o   use o ferro somente quando for passar bastante roupa.

Fonte> Assessoria de Comunicação da Energisa

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »