10/03/2021 às 13h15min - Atualizada em 10/03/2021 às 13h15min

Aplicativo em Leopoldina conecta pessoas que necessitam de auxílio com as que querem colaborar

O aplicativo Kero Kolaborar, lançado para auxiliar as pessoas durante a pandemia da COVID-19, está disponível para download gratuito

Campus do Cefet Leopoldina-MG (Foto-João Gabriel Baia Meneghite)
Que tal ir fazer as compras do seu vizinho idoso e assim evitar que ele precise ir ao supermercado e possa ser contaminado pelo novo coronavírus (COVID-19)? E se for você quem precisa de ajuda e não sabe a quem recorrer? Como conectar, em tempos de distanciamento, pessoas  que precisam de ajuda com as que querem colaborar?

Com o interesse de ofertar auxílio nos estudos de algumas disciplinas  e doar roupas e alimentos, mas sem saber a quem destinar esse apoio, a  estudante de Engenharia da Computação do campus Leopoldina do CEFET-MG  Maria Júlia Schettini procurou os professores do Departamento de  Computação e Mecânica Gabriella Dalpra e Luís Augusto Mendes.

Mediante o desafio, eles resolveram iniciar uma grande corrente do  bem, que uniu virtualmente professores do CEFET-MG, Universidade  Federal de Lavras e dos Institutos Federais de Mato Grosso e São  Paulo, que rapidamente criaram o aplicativo Kero Kolaborar,  disponível gratuitamente no Google Play 

(https://play.google.com/store/apps/details?id=com.kerokolaborar)  desde o dia 11 de junho. As atividades foram desenvolvidas no Laboratório de Iniciação Científica e Extensão da Computação (Lince).
 
A perspectiva da colaboração é muito importante, ainda mais no momento em que estamos. O grande motivador de, neste período, acumular mais um projeto e ainda mais em tempo recorde é por conta disso. É bom conseguirmos encontrar pessoas que têm a mesma vontade. Um grupo que  acredita que pode fazer a diferença ofertando o que tem e o que  conhece em prol do coletivo, comentou o professor Luís Augusto Mendes.

Por meio do App, é possível solicitar bens materiais, auxílios em  saúde, educação, entre outras necessidades. Também é possível oferecer ajuda caso possua o recurso pedido. Em apenas seis dias, 63 pessoas se cadastraram, das quais seis estão pedindo alguma ajuda e 17 oferecem algum auxílio.
 
Entre as ofertas, está ajuda para estudo de matérias variadas do ensino médio e técnico e apoio psicológico, e entre os pedidos, enxoval para bebê e sugestão para apoio educacional, por exemplo. Uma das demandas, inclusive, já foi atendida, a da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) em Leopoldina. Eles precisavam de leite em pó para fornecer aos assistidos e receberam a doação de três latas de leite em pó e 18 litros de leite desnatado.
 
Quero agradecer imensamente as pessoas que doaram. Vocês fizeram a diferença na vida dos nossos assistidos. Todos os itens já foram  devidamente entregues a quem necessitava, disse Mariana Crespo,  fisioterapeuta da Apae.
 
Como funciona a plataforma Kero Kolaborar?

O usuário faz um cadastro e cria um card chamado de kolaboração (que  pode ser uma solicitação ou uma oferta). Os demais cadastrados no  aplicativo podem ver essa mensagem e oferecer assistência. Os usuários  têm acesso somente ao apelido e às informações escolhidas pelo  usuário. Apenas quando há uma correspondência, os cadastrados recebem  os dados (e-mail e/ou telefone) para que possam combinar a entrega da  doação.

Faça o download no Google Play  

(https://play.google.com/store/apps/details?id=com.kerokolaborar). Dúvidas sobre como funciona o aplicativo podem ser esclarecidas no  site Kero Kolaborar (http://kerokolaborar.projetoscomputacao.com.br/) e no Instagram
 (https://www.instagram.com/kerokolaborar/?hl=pt-br).


Conheça a equipe responsável pelo desenvolvimento do aplicativo
 
CEFET-MG (campus Leopoldina): Maria Júlia (aluna de Engenharia da  Computação), Ayres Monteiro (aluno do curso Técnico em Informática),  Luíza Trindade (aluna de Engenharia de Controle e Automação) os  professores do Departamento de Computação e Mecânica Gabriella Dalpra  e Luís Augusto Mendes. IFSP: professor Leonardo Motta de Lima IFMT: Álvaro Carneiro Júnior (aluno de Engenharia da Computação),  Benjamim Nogueira (aluno do curso Técnico em Informática), Pedro dos  Santos (aluno do curso Técnico em Informática) e o professor de 
Informática João Gabriel Silva.UFLA: Luiz Otávio Soares (aluno de Ciência da Computação)


Fonte>Secretaria de Comunicação Social – SECOM Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET-MG

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »