23/07/2021 às 18h21min - Atualizada em 23/07/2021 às 18h21min

Com ação preventiva colaboradores da Energisa vão as ruas para evitar acidentes

Seguir as recomendações de segurança é essencial para evitar acidentes que podem levar à morte.

Comunicação Social Energisa
Imagine estar diante de uma obra, perceber que um acidente pode acontecer a qualquer momento, ter a possibilidade de interferir para mudar essa situação e proteger os trabalhadores da construção e também a população da área? Foi o que aconteceu com o Engenheiro e coordenador de construção e Manutenção da Energisa, Valtair Teodoro, durante a ação de conscientização ‘Parada de Segurança’. “Fomos até uma obra que avançou o limite de construção, ficando apenas 50cm de distância da rede elétrica. Ao chegarmos no local, nos deparamos com cinco pessoas trabalhando com ferragem para montagem da laje, sendo que um deles estava com um arame nas mãos amarrando a ferragem no limite da contração, muito próximo da rede, o que aumentava o risco de um acidente, inclusive fatal. Conseguimos conversar com as pessoas e conscientizá-las sobre o risco existente”, contou.
  
Diante da explicação, a obra foi paralisada e o cliente solicitou à Energisa o afastamento da rede para concluir sua construção com segurança. “O sentimento de dever cumprido foi enorme, tivemos certeza de que conseguimos conscientizar aquelas pessoas. Além disso, reforçou o quanto é importante continuarmos vigilante, atentos e proativos na conscientização do risco da eletricidade junto à comunidade”, completou Teodoro.
 
Assim foi o dia voltado para a Segurança, em que a Energisa, em mais uma ação de conscientização sobre os riscos e perigos de se aproximar da rede elétrica, realizou neste mês a 6ª Parada de Segurança. 48 colaboradores da Energisa Minas Gerais, distribuídos em 20 equipes, foram para as ruas em 33 cidades da área de concessão.
 
Homem andando na rua  Descrição gerada automaticamente com confiança média

Homem andando na rua Descrição gerada automaticamente com confiança média


 
“A Parada de Segurança possibilita que os colaboradores tenham contato com o público-alvo da conscientização sobre os perigos da rede elétrica, já que por meio destas visitas conseguimos estar próximos dos profissionais do ramo da construção civil e das crianças e adolescentes”, contou Luana Cruzué, técnica de Distribuição.
 
Como qualquer proximidade da rede elétrica pode gerar graves acidentes, além da interrupção de energia, durante a Parada da Segurança, colaboradores estiveram em serralherias e lojas de materiais de construção, conversaram com profissionais da construção civil, orientaram crianças sobre como soltar pipa com segurança e longe da rede elétrica e clientes com casas muito próximas à rede.
 
Homem com capacete na cabeça  Descrição gerada automaticamente

Homem com capacete na cabeça Descrição gerada automaticamente


 
Entre os objetivos da ação estavam: revisitar os pontos de riscos já mapeados pelo processo de identificação de risco, verificar e orientar novos pontos que possam ser identificados durante a visita e conscientizar a comunidade sobre os perigos de construções e serviços próximos à rede elétrica.
 
Ao todo, foram revisitados 327 casos de risco dos quais 85 casos foram solucionados com obras concluídas, retirada de andaime ou afastamento de rede e mais de 400 pessoas, entre profissionais do ramo da construção civil, proprietários e crianças e adolescentes, foram abordadas pelas equipes da Energisa, que conversaram e alertaram sobre os riscos de soltar pipa ou realizar atividades próxima à rede.
 
“Nosso grande desafio é sensibilizar, de forma que a mensagem seja absorvida por nossos clientes. Precisamos fazer a nossa parte para que as perdas tão dolorosas sejam evitadas. Seguir a orientação quanto ao distanciamento de segurança em relação à rede elétrica é fundamental para garantir a prevenção de acidentes. Um acidente pode acontecer sem que haja contato direto com os fios. A proximidade pode causar uma descarga por indução elétrica, que, como consequência, pode gerar sérias lesões ou mesmo a morte”, explica Eduardo Mantovani, diretor-presidente da Energisa.
 
Antes de pensar em qualquer reforma ou construção, é preciso redobrar os cuidados com as normas de segurança para evitar acidentes com energia elétrica:
 
  • em construções ou reformas, mantenha uma distância mínima de 2 metros da rede elétrica, principalmente ao movimentar materiais metálicos, como barras de ferro, andaimes, vergalhões, escadas e arames;
  • atenção também com a distância da rede elétrica em construções e manutenções de telhados;
  • nunca tente retirar nenhum material que tenha caído sobre ou esteja em contato com a rede elétrica, pois o objeto pode conduzir eletricidade provocando acidentes;
  • ao realizar pintura de fachadas, evite o uso de extensores nos cabos, pois eles poderão se aproximar ou tocar a rede elétrica; 
  • na instalação ou conserto de antenas, cuidado com a rede elétrica. Escolha um lugar afastado dos fios, observando quando o tempo estiver bom, sem chuva;
  • a colocação de andaimes deve ser planejada, com sinalização correta quando estiver próxima à rede de energia;
  • atividades que envolvem energia elétrica devem ser realizadas por profissionais qualificados e autorizados.
 
A Energisa orienta ainda que se alguém for vítima de choque elétrico dentro da unidade consumidora, não se deve tentar tocar na pessoa que está recebendo a descarga. A melhor forma de ajudar é desligar o disjuntor ou a chave geral e ligar para emergência no 193 ou 192. Se o acidente for em via pública, além das orientações já mencionadas, é preciso acionar a distribuidora pelo telefone 0800 032 0196, para que seja feito o desligamento da energia.
 
Como soltar pipa com segurança
 
- Jamais solte pipa próximo à rede elétrica;  
- Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol;  
- Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica;  
- Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas;  
- Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos;  
- Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes;  
- Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento.
 
Interface gráfica do usuário  Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Interface gráfica do usuário Descrição gerada automaticamente com confiança baixa


 
   

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »