08/04/2016 às 00h00min - Atualizada em 08/04/2016 às 00h00min

Ato em defesa da democracia é realizado em Leopoldina

Concentração regional acontece em Cataguases nesta sexta-feira

João Gabriel B. Meneghite
Militantes do PT - Partidos dos Trabalhadores, de Leopoldina, organizaram um ato em defesa da democracia. A manifestação ocorreu no final da manhã desta sexta-feira (08/04), na Praça General Ozório, em frente ao Banco do Brasil. Cerca de 25 pessoas, entre militantes do partido e membros da sociedade participaram do ato relâmpago.


Sidilúcio Senra ao lado de Nilmário Miranda (Foto: João Gabriel B. Meneghite)

Segundo o presidente do PT de Leopoldina, professor Sidilúcio Ribeiro Senra, a manifestação foi incluída às pressas na programação da vinda do Secretário de Direitos Humanos, Cidadania e Participação Social de Minas Gerais,  Nilmário Miranda, que esteve na cidade para inauguração da sala de informática do presídio de Leopoldina e reuniões com representantes da APAC - Associação de Proteção e Assistência aos Condenados.

Sidilúcio pediu ao colega de partido para que explicasse o que estava ocorrendo no país. Em seu discurso, Nilmário Miranda ponderou algumas questões sobre o processo de impeachment, de Dilma Rouseff e foi categórico: "É golpe sim!".

Maria Aparecida Lopes não gostou da manifestação e comentou que o país vive um momento trágico por causa de Dilma e do Partido dos Trabalhadores. "Olhem em volta dessa praça! As pessoas não estão dando confiança para a manifestação", criticou.


Jader Joaquim de Souza passava pelo local e fez questão de parar para fazer um breve discurso: "Não é o PT que está em jogo e sim a democracia", falou empolgado ao microfone.

Darlan Nunes contou um pouco de sua história, dizendo ser filho de empregada doméstica: "Certa vez minha mãe foi questionada por sua patroa  porque estava cheirando o seu perfume. Minha mãe retrucou que tinha comprado um idêntico ao dela e recebeu ironias por ser pobre. Graças ao governo de PT, hoje viajo de avião", enfatizou Darlan ao considerar os milhares de brasileiros que saíram da pobreza.

Segundo Sidilúcio, este foi apenas um ato relâmpago e que pretende mobilizar outros atos no município de Leopoldina. Ele comentou sobre uma concentração regional que acontecerá ainda hoje na cidade Cataguases, às 17:00 horas. 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »