23/12/2016 às 16h11min - Atualizada em 23/12/2016 às 16h11min

Papai Noel dos Correios fez a alegria da criançada em Leopoldina

Campanha foi encerrada nesta sexta-feira (23), entregando centenas de presentes

O carteiro Paulo Lúcio ouviu muitas histórias e desejos da criançada. (Foto: João Gabriel B. Meneghite)
Os Correios iniciaram oficialmente no dia 11 de novembro a campanha Papai Noel dos Correios de 2016. Realizada há 27 anos, tem objetivo de responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e atender aos pedidos de presentes daquelas que estão em situação de vulnerabilidade social.

“É a campanha mais bacana dentro da empresa. As cartas ficam à disposição para a pessoa adotar e proporcionar um Natal diferente àqueles que estão pedindo para serem lembrados. Às vezes, é a única oportunidades para as crianças ganharem um presente no fim do ano”, disse o presidente dos Correios, Guilherme Campos.

Em 2015, mais de 830 mil cartas foram recebidas pela empresa, cerca de 570 mil selecionadas e 460 mil adotadas. A agência localizada no município de Leopoldina  entregou 480 presentes que foram cadastrados dentro do prazo estabelecido. O número é maior, conforme revelou o gerente da agência de Leopoldina Dimas Bonissato. "Houve também aquelas cartas que foram entregues pelas pessoas que "adotaram" determinada criança", comentou.

Em todo o Brasil, as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas pelos funcionários dos Correios. As que atenderem aos critérios da campanha são disponibilizadas para adoção.

Os presentes destinados a cada carta adotada são encaminhados para que posteriormente os Correios façam a entrega. Entre os requisitos, as cartas devem ser manuscritas, remetidas por crianças e conter, preferencialmente, pedidos de brinquedos, material escolar e roupas. Desde 2010, os Correios estabeleceram parcerias com escolas públicas, creches e abrigos que atendem a crianças em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é auxiliar no desenvolvimento da habilidade de redação e de endereçar a carta.

Com informações da EBC - Agência Brasil de Comunicação - Fotos (João Gabriel B. Meneghite)

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »