20/07/2017 às 07h38min - Atualizada em 20/07/2017 às 07h38min

Secretaria de Assistência Social realiza o I Encontro da Pessoa com Deficiência e seus Familiares.

As intervenções são pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas como formas de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social.

Cientes do direito de inclusão social das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida a Secretaria Municipal de Assistência Social através do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos com a colaboração do COMPEDEMOR – Conselho Municipal de Pessoa Com Deficiência e ou Mobilidade Reduzida, ampliou as atividades realizadas no SCFV para pessoas portadoras de deficiência.

Assim para estimular a participação social e promover as atividades realizadas foi realizado I Encontro da Pessoa com Deficiência e seus Familiares. O alvo desse encontro foi informar as pessoas participantes o objetivo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que é desenvolvido por meio dos Centros de Referência de Assistência Social.

No encontro estiveram presentes a Secretária Municipal de Assistência Social, Maria do Carmo Brandão Vargas Vilas, a Enfermeira Carla Rodrigues Resende, orientador social do Serviço e Convivência e Fortalecimento de Vínculos, a psicóloga Jalibe Lanne Almeida Dibo.

O ato contou com a participação de Pablo Pacheco, psicólogo e orientador social do CRAS Alto Cemitério e do Educador Físico, Dimas Diego Domiciano de Souza que desenvolveram o tema: “Uma oportunidade de igualdade, de dignidade e de inclusão para o público deficiente”. As atividades propostas através de oficinas de orientação social, capoeira, esporte e laser, futebol/futsal e yoga fomentam nos usuários a participação social, visando à sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social e o fortalecimento de vínculos familiares.

As intervenções são pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas como formas de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social, conforme prevê a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais. (Resolução CNAS n° 109/2009).




Fonte: Iago G. Xavier-Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Leopoldina
 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »