06/03/2021 às 16h33min - Atualizada em 06/03/2021 às 16h33min

Energisa atua para reduzir mais de 300 situações de risco na construção civil

Seguir as recomendações de distância da rede é essencial para evitar acidentes que podem ser fatais.

Gerência de Comunicação da Energisa
O momento de construir e reformar um imóvel é sempre acompanhado de muitas expectativas. E depois de um ano de retração, em função da pandemia do novo coronavírus, de acordo com projeções da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), para este ano é aguardada uma expansão de 3,5% para a economia brasileira. E a construção deverá incrementar 4% em seu PIB e, o que seria o maior crescimento do setor desde 2013 (4,5%).

Mas obras próximas à rede elétrica requerem cuidados ainda maiores durante o manuseio de materiais para evitar acidentes e interrupções de energia. De acordo com levantamento realizado pela Energisa Minas Gerais, nos 66 municípios que está presente, no ano de 2020, foram registrados quatro acidentes com a comunidade, sendo três deles na construção civil, ou seja, redução de 33,3% no número de acidentes com a comunidade se comparado com o ano anterior (2019). Mas as notificações de construções muito próximas à rede, que podem causar graves acidentes, continuam: em 2020, foram 305 solicitações de embargo junto às prefeituras municipais de Minas. Essas situações são comuns. 

Embora o levantamento mostre que o número de acidentes reduziu, houve, em 2020, um aumento de 8%, em comparação ao ano anterior, no número de ocorrências na rede elétrica relacionadas a obras, comprometendo o fornecimento de energia elétrica de mais de 23 mil clientes.

“Seguir a orientação quanto ao distanciamento de segurança em relação a rede elétrica é fundamental para garantir a prevenção de acidentes. Um acidente pode acontecer sem que haja contato direto com os fios. A proximidade pode causar uma descarga por indução elétrica, que como consequência pode gerar sérias lesões ou mesmo a morte”, explica o gerente de Operações, Anderson Rabelo Rosa.

Por isso, os profissionais devem ficar atentos às distâncias mínimas de segurança da rede elétrica, que deve ser de dois metros de distância na horizontal e três metros na vertical, principalmente quando tiver o uso de andaimes. Os cuidados também devem existir durante os serviços de pinturas, transporte e manuseio de materiais, principalmente vergalhões de ferro e instalações de antenas de TV. Além disso, não se deve mexer na fiação de forma a afastá-la do local da construção, sob nenhuma hipótese. Somente as equipes da concessionária estão autorizadas e preparadas para esse tipo de trabalho.

“Realizamos um trabalho de conscientização envolvendo os profissionais que atuam no ramo da construção civil, manutenção predial e também com as lojas de materiais de construção e pinturas. E quando nossas equipes encontram situações de perigo, estes profissionais são orientados e, se for necessário, recomendamos a paralisação da obra até que ela não ofereça mais risco de acidente envolvendo a rede elétrica. Cabe ressaltar ainda que não é permitido construções embaixo da rede e, caso a rede de energia esteja passando pelo terreno, é necessário que o cliente entre em contato com a distribuidora para que uma avaliação seja realizada no local e possíveis adequações sejam feitas”, ressalta o gerente.

Intervenções na rede

As atividades que envolvem energia elétrica devem ser realizadas de forma segura e responsável, por profissionais qualificados e autorizados. Subir em postes, trocar transformadores, fazer instalação de medidores, manobrar equipamentos na rede de energia são serviços que só as equipes da Energisa podem realizar, pois são preparadas para desenvolver o trabalho com segurança.

A responsabilidade é de todos. Fiquem atentos aos cuidados que podem salvar vidas:

Construção ou reforma:

- mantenha distância segura da rede elétrica, principalmente ao movimentar materiais metálicos, como barras de ferro, vergalhões e arames;

- ao realizar pintura de fachadas, ev​ite o uso de extensores nos cabos, pois eles poderão se aproximar ou tocar a rede elétrica;

- a colocação de andaimes deve ser planejada, com sinalização correta quando estiver próxima à rede de energia;

- ao manobrar caminhões, cuidado com a rede elétrica. Verifique a altura do caminhão e também da rede;

- sempre use os equipamentos de segurança;

- consulte sempre um profissional capacitado para este tipo de serviço ou a sua distribuidora.

Caso perceba alguma situação de risco, entre em contato com a Energisa:

Call Center 0800 032 0196
Gisa: (32) 9 8426-1352

www.facebook.com/energisa

Acompanhe as redes sociais da Energisa e fique por dentro das orientações. Assista aqui a uma das publicações com dicas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »