07/04/2022 às 10h29min - Atualizada em 07/04/2022 às 10h29min

Uso de drones pela Energisa reduz impactos ao meio ambiente nas obras da rede elétrica

Empresa aposta em tecnologia de ponto com foco em sustentabilidade Obra em São João Nepomuceno preservou 3 mil metros de vegetação

Comunicação Social Energisa
O uso de drones está revolucionando o dia a dia das empresas. Em março deste ano (2022), uma equipe de técnicos da Energisa utilizou a tecnologia dos drones para lançamento de cabos em uma obra na rede elétrica de São João Nepomuceno. Com isso foi possível preserver aproximadamente 3 mil metros quadrados de vegetação nativa, porque evitou a abertura de faixa de servidão na mata para a chegada dos profissionais.
 
A obra foi feita em uma área rural com distância entre um poste e outro de aproximadamente 350 metros. O serviço foi concluído em 20 minutos, sendo que da forma tradicional demoraria no mínimo 3 horas, sem contar o tempo para abrir a faixa de servidão. Isso representa redução de riscos e diminuição dos custos.
 
O lançamento de cabos é uma das etapas do processo de construção de novas linhas de transmissão e o uso de drones vem para otimizar. Além de práticos, os equipamentos evitam que os cabos enrosquem na vegetação e dispensam a necessidade de supressão das árvores, contribuindo para a preservação do meio ambiente e a segurança dos trabalhadores.
 
Esse ano a Energisa ainda vai adquirir cinco novos drones, o que representa um investimento de R$ 120 mil. A tecnologia de drones tem aumentado a produtividade e reduzido o tempo de realização dos serviços em 60% nas áreas rurais. “Os equipamentos já são usados pela Energisa desde 2016 e estamos potencializando cada vez mais os serviços. A EMG é pioneira no uso de drones e referência na utilização. Normalmente recorremos a essa possibiliade quando o serviço oferece risco em situações em que se tenha muita dificuldade de acesso (rios, grandes extensões de mata, áreas alagadas), justamente para preservar o meio ambiente e para priorizar o valor VIDA”, explica Amilton José de Souza Correa, técnico de distribuição e Drone Leader-EMG/ENF da Energisa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »