21/09/2016 às 09h25min - Atualizada em 21/09/2016 às 09h25min

Iniciadas as obras de revitalização da Praça do Urubu

Entorno terá 5 travessias de pedestres, novo abrigo de passageiros e nova iluminação

Luiz Otávio Meneghite
O local tem uma das mais movimentadas paradas de ônibus urbanos e intermunicipais de Leopoldina e grande fluxo de veículos e pedestres da cidade. (Foto: Dilfar Arruda)
Tiveram início nesta terça-feira, 20 de setembro, as obras de revitalização da Praça Juiz Gama Cerqueira, popularmente conhecida como Praça do Urubu. A executora do projeto é a micro empresa Costa & Silva Pavimentação e Construção Ltda, vencedora da tomada de preços realizada pela Prefeitura de Leopoldina com o critério de seleção pelo menor preço global no valor R$101.306,80 oriundos de recursos próprios e de multas de trânsito.

O jornal Leopoldinense teve acesso à planta baixa das obras de reforma da praça, assinada pelo engenheiro José Márcio Gonçalves Lima, Secretário Municipal de Obras, segundo a qual serão construídas 5 travessias de pedestres: uma na Gustavo Monteiro de Castro; uma na Presidente Carlos Luz; uma na Sete de Setembro; uma  na parte alta da Tiradentes e outra na parte baixa da Tiradentes. O atual abrigo de passageiros de ônibus será recuado para dar maior fluidez ao trânsito de quem desce a Presidente Carlos Luz e todo o entorno da praça receberá sinalização vertical e horizontal, bem como um poste central de iluminação com 11 metros de altura, com três refletores de 400W cada um. No total, serão aplicados 765,53m2 de pavimentação asfáltica, 122,44 m2 de faixas de pedestres, 70,01 m2 de sinalização horizontal e 97,16m2 de acréscimo de passeio com o recuo do abrigo de passageiros.


Segundo a planilha orçamentária, cronograma físico–financeiro, projetos, memória de cálculo e memorial descritivo apresentados pela Secretaria de Obras, o prazo de execução da obra está previsto para dois meses após o seu início.

Atualmente o local tem uma das mais movimentadas paradas de ônibus urbanos e intermunicipais de Leopoldina além do grande fluxo de veículos e pedestres que não têm nenhuma proteção para fazer a travessia em qualquer direção.

Fonte: Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »