04/09/2017 às 09h09min - Atualizada em 04/09/2017 às 09h09min

Morro do Cruzeiro é o local escolhido pelos leitores para levar um visitante em Leopoldina

As opções colocadas à disposição receber os votos dos nossos leitores foram muitas e o infográfico abaixo mostra o resultado da enquete.

Luiz Otávio Meneghite - Fotos: João Gabriel B. Meneghite
A cadeia produtiva do turismo de Leopoldina foi o tema de debate há pouco tempo entre representantes de entidades, empresários e setores público e privado num encontro promovido pelo Hotel Minas Tower.
 
O jornal Leopoldinense fez a cobertura do evento e uma matéria assinada pelo repórter João Gabriel Baia Meneghite revelou que o diretor do hotel Victor Guilherme Pereira Fernandes disse que a reunião teve objetivo de mobilizar os diversos segmentos da sociedade para com o tema. Na oportunidade foram destacados os atrativos turísticos naturais, culturais, imateriais e de eventos, pontuando etapas para transformá-los em produto, demonstrando as grandes potencialidades que o município dispõe. 
 
Temas como marketing, serviços turísticos, agenciamento de viagens, transporte, hotelaria, gastronomia, entretenimento e lazer, eventos, atrações culturais e ecológicas; os setores de infraestrutura básica e serviços públicos foram abordados, apontando erros e apresentando sugestões que visem mobilizar os Poderes Executivo, Legislativo, Associações de Classe, entidades e toda a população. 
 
A partir da publicação da matéria chegaram à redação do jornal Leopoldinense propostas para a realização de uma enquete abordando o potencial turístico de Leopoldina, já imortalizada nos versos de ‘Mineira Gostosa’, de autoria do poeta Antonio Sérgio Lima Freire, o Serginho do Rock.
 
“Protegida pelos contrafortes/Das altas montanhas de Minas/Driblando o tempo, de maneira ladina/Ainda parece menina/Isto é Leopoldina, sonora verdade/Mineira Gostosa, minha cidade/De longe seus filhos lhe amam/De perto seus filhos reclamam/Condenam sua vida tão calma/Mas lhe querem no fundo da alma...”
 
A enquete abriu oportunidade para os leitores opinarem sobre: Que locais ou eventos de Leopoldina você levaria um visitante? As opções selecionadas para receber os votos dos nossos leitores foram as seguintes> Praça Félix Martins, Catedral de São Sebastião, Morro do Cruzeiro, Cachoeira Poeira D’água, Casa de Leitura Lya Botelho, Museu Espaço dos Anjos, Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira, Represa da Usina Mauricio, Represa de Barra do Braúna, Horto Florestal, Exposição Agropecuária, Feira da Paz, Festival de Viola e Gastronomia, Encontro de Motociclistas e Festa Rave.


O resultado você vê no infográfico abaixo.


O Morro do Cruzeiro

Com altura de 385 metros do solo e 630 metros do nível do mar, o seu acesso se dá pelo bairro da Pinguda, a quatro quilômetros do centro da cidade. Há um pequeno trecho de pavimentação asfaltada e a maioria é de estrada de chão, sendo os locais mais íngremes, compostos de blocos de concreto, para facilitar a subida.

No alto daquela serra existe uma infraestrutura de estacionamento, banheiros, praça de alimentação, entre outros. De lá, se veem as belas montanhas de Minas Gerais e das cidades do entorno de Leopoldina. É o segundo ponto mais alto do município, sendo o primeiro localizado no distrito de Providência, local conhecido como Alto de Santa Úrsula, com altitude de 712 metros acima do nível do mar.

O Morro do Cruzeiro é frequentado por turistas de diversas regiões do Brasil, principalmente quando Leopoldina sedia eventos de parapente,  esporte em ascensão no município - que conta com dezenas de pilotos experientes do Clube Leopoldinense de Voo Livre, que ministram cursos para novos adeptos e também realizam voos duplos para aqueles que curtem uma vista espetacular da cidade.

Além do paraglider, visitantes praticam slackline.



 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »