11/10/2017 às 09h00min - Atualizada em 11/10/2017 às 09h00min

Maioria dos leitores aprova o funcionamento dos supermercados nos domingos e feriados

Veja a opinião dos empresários Julio Antonio Carraro Mendonça e José Lindionor Rocha, do Fonte Supermercados e de leitores que se manifestaram nas redes sociais.

O reconhecimento dos supermercados como atividade essencial da economia, por decreto assinado pelo presidente da República, no dia 16 de agosto de 2017, permite que agora o supermercado esteja livre para abrir suas lojas em dias de feriado independentemente de autorização em Convenção Coletiva de Trabalho.

Ou seja, não é mais necessário negociar com os Sindicatos de Empregados a autorização para abertura das lojas nos dias de feriado. Porém, o empregador estará obrigado a conceder um dia de folga ou pagar o dia em dobro, conforme art. 9º da Lei 605/1949.

Já para a abertura das lojas aos domingos, o reconhecimento como atividade essencial nada muda, já que tal funcionamento era permitido. Bastará, para tanto, cumprir escala que garanta o descanso semanal remunerado aos empregados, impreterivelmente no sétimo dia. 

Essas orientações constam em informe divulgado pelo Departamento Jurídico e Institucional da AMIS-Associação Mineira de Supermercados, no qual ressalta também o importante trabalho realizado pelo vice-presidente da AMIS para o Interior, Valdemar Amaral, na mobilização de empresários, parlamentares e membros do Executivo Federal nos últimos anos no sentido da conquista do reconhecimento do supermercado como atividade essencial.

Segundo Valdemar Amaral, que também é o representante da AMIS na Associação Brasileira de Supermercados (Abras), a entidade nacional, apoiada por suas associadas estaduais, vinha desde 1997 levando esta reivindicação ao Governo Federal.

“Desde 1949 há uma lei que reconhece pequenos mercados, peixarias e padarias como essenciais, mas como não existia supermercado naquela época, nosso setor não foi citado e nas décadas que se seguiram ficamos sem ser incluídos; é um erro histórico que agora se corrige”, explica Amaral.

Atendimento e empregos

Amaral lembra também que o reconhecimento é uma boa notícia para os consumidores, uma vez que os supermercados terão agora mais facilidade para funcionar todos os dias, assim como para o mercado de trabalho: as empresas vão precisar de mais pessoas em seus quadros para atender em um maior número de dias. Para o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), João Sanzovo Neto, o decreto está fazendo justiça ao setor supermercadista.

"Nosso setor sempre foi essencial, desde a sua origem, com os pequenos mercados, armazéns, e as vendas de secos e molhados". Sanzovo ressaltou ainda que a comemoração é também dos brasileiros. "Antes tínhamos muitos obstáculos para satisfazer a demanda dos consumidores que precisavam se abastecer nos feriados e aos domingos em diversos lugares do País. No Brasil, todos os dias passam por nossas lojas cerca de 27,7 milhões de pessoas”.

Assim o jornal Leopoldinense disponibilizou aos seus leitores a oportunidade de opinar votando na enquete> Você aprova o funcionamento dos supermercados nos domingos e feriados? 312 leitores votaram.

O resultado você vê no infográfico abaixo:




A opinião dos empresários

Para Júlio Antonio Carraro Mendonça e José Lindionor Rocha, diretores do Fonte Supermercados, a discussão sobre a abertura de supermercados aos domingos é extensa e ocorre há muitos anos.

Procurados pelo jornal Leopoldinense os dois manifestaram  suas opiniões sobre o assunto:

“Evidentemente, as mudanças no padrão de consumo e no estilo de vida da população brasileira provocou novas demandas, e o setor supermercadista vem sendo cada vez mais cobrado diante disso. Horários mais estendidos, atendimentos em feriados e domingos, são desejos de parte da população. O Fonte Supermercados, antenado às novas tendências, discute internamente sobre a possibilidade do retorno de suas atividades aos domingos, de forma regular.
 
As discussões passam pela possibilidade de atender melhor aos clientes, ampliação das vendas, e principalmente pela preocupação atinente ao bem-estar dos nossos colaboradores e a questões trabalhistas (Como autorização sindical para abertura aos domingos, já que ainda existe vedação para abertura em domingos e feriados). E são   nesses pontos que nossa empresa ainda opta pela não abertura aos domingos.
 
O estilo de vida em cidades do interior como Leopoldina, permite fácil e rápido acesso às lojas durante a semana, por questões logísticas quando comparada às grandes cidades, cuja população esbarra a todo tempo em grandes engarrafamentos para chegar ao supermercado. Além disso, durante a semana, o horário de atendimento no varejo supermercadista já é extenso.
 
Por isso, a posição da empresa é discutida a todo tempo de forma a atendermos melhor nossos clientes sem deixar de lado a preocupação com o bem-estar de nossos colaboradores já que estes se veriam privados do contato familiar em alguns domingos no mês. Atentos, seguimos discutindo essa possibilidade, entretanto, ainda mantemos nossas lojas fechadas aos domingos, mas abertas de segunda a sábado de 8 as 21 horas”.
 
A opinião dos leitores
 
Todas as matérias publicadas no jornal Leopoldinense são compartilhadas nas redes sociais ampliando o leque de leitores. As notícias chegam rapidamente a todas as partes do mundo e temos leitores em todos os lugares, principalmente leopoldinenses que moram fora e mantem ligação com Leopoldina de alguma forma.
 
Assim, tão logo a enquete em tela foi disponibilizada no site do jornal ela foi compartilhada nas redes sociais multiplicando o número de leitores e alguns deles deram, além do voto, a sua opinião, a maioria pelo facebook. A critério da redação do jornal, algumas dessas manifestações foram selecionadas para serem publicadas aqui.  Confiram:
 
Arthur Luiz Fernandes Fernandes >O povão já está passando aperto para comprar em dias normais. Final de semana e feriados então...
 
Jú Fajardo Rezende> Deixar de comer o povo não deixa mesmo, moro em um bairro de classe média baixa e o povo sempre está fazendo seu churrasco no fim de semana mesmo passando aperto.
 
Giovanni Nogueira Rodrigues> Com a falta de emprego, seria uma boa opção. Já que a reforma trabalhista vai permitir contratar por hora trabalhada. Seria uma saída para amenizar o desemprego.
 
Maria Tereza Meneghiti> Morei em SP por 30 anos e lá os supermercados já funcionam aos domingos e feriados faz muitos anos. Alguns supermercados também funcionam 24 horas e os demais até 22 horas. Além dos supermercados outros setores que funcionam neste esquema são o da construção civil e farmácias. Acho que este esquema funciona muito bem e atende toda população.
 
Hailton Malaquias de Souza> Eu aprovo até pelas necessidade de última hora e chance de novos empregos
 
Reinaldo Junqueira Lustosa> Aprovo sim. Tem que ser uma questão entre patrão e empregado.
 
Jorge Renato> Com toda certeza! Em grandes centros funcionam muito bem.
 
Jose Antonio Moreira> Seria melhor trazer uma indústria para gerar emprego
 
Maria Aparecida Costa Campos> Claro que não ...a não ser se pagarem separado o dia trabalhado e quem quiser e não obrigatório. Fica a dica.
 
Jú Fajardo Rezende> Hoje em dia não tem trabalhador bobo não eles são bem espertos quando se fala de trabalhar a mais...sabem contar direitinho.
 
Carla Ferreira> Aprovo desde que seja um acordo entre as partes e que os empregados não sejam explorados pelos empregadores.
 
Jú Fajardo Rezende> Lógico que terá um acordo...se não tiver quem vai abrir os mercados sem trabalhadores.
 
Carivaldo Nunes> Se pagar os funcionários de acordo com a lei, porque não...
 
Vania Couto> Concordo acho que vai gerar mais emprego, e também desde que seja bem conversado. E não haja exploração com a mão de obra
 
Berê Sales> Sei não! Depende do hábito dos consumidores. Pelo que eu observo em Leopoldina, isso no sábado hem, assim que o relógio marca as 12h e fecha a primeira loja, é um efeito dominó, todas as outras se fecham, as barracas da feirinha rapidinho desmontadas e todos tratam de ir embora para as suas casas, os bares se esvaziam, até o shopping trata logo de arriar as portas. Quando é lá pelas 14:00h ou mais um pouco, deserto total. Sei lá se iriam para mercado, já que fazem isso na parte da manhã. Observo também que o mercado mais para a tarde é bem mais vazio. O povo gosta de ir para suas casas e preparar para irem às festas programadas, seja de aniversário ou casamento. Aos domingos, quem é de igreja vai à igreja, depois do almoço aquele cochilinho básico, e para esperar o domingo trazer a segunda vão para os três "F", Futebol, Faustão é Fantástico. Daí me pergunto, será que irão a mercado no Domingo? Sei não hem.
 
Angela A. Junqueira> Também acho por aí...Centro grande é outra coisa...Agora , Leopoldina? Já fica aberto até sábado às 20:00 h...
 
Humberto Do Vale Neto >Aqui no centro-oeste todos funcionam feriados e aos domingos também. Alguns deles até 22:00 todos os dias.
 
Jú Fajardo Rezende> Nem todos saem pra comer fora aos sábados e domingos... geralmente temos que planejar o almoço de sábado e inclusive o de domingo, já que se quiser algo tem que comprar no sábado e se esquecer já era, domingo não abre. Então seria uma boa idéia. Como muitos estão falando em exploração, acho que hoje em dia não tem trabalhador bobo não, eles são bem entendidos.
 
Fatima Do Vale Duarte> Campinas funciona de domingo a domingo é e 24 horas.
 
Viviane Vicente> Se gerar mais empregos e tiver revezamento de funcionários e folga durante a semana, aí eu concordo. Mas aqui em Leopoldina tudo é exploração.
 
Silvia Bastos>  nem tanto.. se não há consumidor haverá prejuízo.. e tudo depende do habito de vida da cidade... se domingo for clube, futebol, piscina, bate papo, etc e tal a compra fica para segunda mesmo... o problema maior acho que é com pessoas que são acostumadas a terem supermercado aberto aos domingos em cidades grandes e deixarem suas compras para as pequenas cidades... ai sim.. irão falar.. hum cidade atrasada... mas sabe mesmo eu passando aperto quando vou para ai.. amo isso.. estou de volta ao certo... domingo é dia de descanso para todos....dia de almoço em família... dia de um papo com amigos (se bem que com amigos todo dia é dia..) kk e ate mesmo dia de visitinhas... eita vida boa ...

Junqueira Paulo> Exatamente! A vida como ela é, não como a sociedade consumista deseja! Tem coisas mais importantes...
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »