01/11/2020 às 15h28min - Atualizada em 01/11/2020 às 15h28min

O que os(as) candidatos(as) propõem para melhorar a coleta e destinação do lixo e acabar com os “bota fora” existentes em Leopoldina

O jornal Leopoldinense já publicou centenas de reclamações de falhas na coleta e descarte de lixo e entulho, tanto em terrenos particulares, quanto públicos. Além disso, o município não realiza a coleta seletiva. Saiba quais são as propostas dos(as) candidatos(as) ao governo municipal para essa questão.

Em ordem alfabética: Brenio Coli, Cláudia Conte, Kélvia Raquel, Marcos Paixão, Pedro Augusto e Ricardo Paf Pax (Fotos Divulgação/Arquivo jornal Leopoldinense)
O que o(a) senhor(a) pretende fazer com os lixões a céu aberto em alguns pontos da cidade, os chamados ‘Bota Fora’? O(a) senhor(a) pretende melhorar a coleta de lixo na cidade?

Brenio Coli (PSD-DEM-PODEMOS-PDT-AVANTE)

Quanto aos pontos de “bota fora” temos que fazer seguir rigorosamente o que a Lei Ambiental determina. Está faltando planejamento quanto a melhoria da coleta de lixo, com estabelecimento de horários e dias para a sua coleta.
 
Cláudia Conte (PT)

O descarte é parte integrante do consumo, quando escolhemos consumir algo, já temos que pensar no seu descarte. A limpeza e manutenção urbana precisam estar atrelados com a Secretaria de Meio Ambiente e a Educação Ambiental é primordial. Destacamos: (I) Estimular a formação e manutenção de associações de catadores e o ciclo de produção da reciclagem; (II) Direcionar os resíduos recicláveis de toda prefeitura para associação dos catadores de recicláveis (ASCAMARE); (III) Instalação de ECOPONTOS em pontos estratégicos do município; (IV) rotas de coleta do lixo e instalação de containers de recolhimento; (V) “Bota Fora” definir junto as associações de bairro, agenda de recolhimento dos descartes e disponibilizar caçambas de coleta; (VI) desenvolvimento de aplicativos para agendamento de coleta dos materiais nas residências; (VII) formação de uma equipe de Educadores/Agentes Ambientais para trabalho específico nas escolas e junto as equipes do PSF; (VIII) promoção de gincanas da limpeza nos bairros; (IX) projeto de jardins e hortas escolares e comunitárias pra aproveitamento de resíduos orgânicos.
 
Kélvia Raquel (PP-PSC-PSL-PSDB)  

Nosso governo entende que é necessário conscientizar os moradores sobre os prejuízos dos lixões a céu aberto. Além disso, iremos informar a população a respeito dos dias e horários das coletas de lixo. Em paralelo a isso, faremos um trabalho rigoroso de fiscalização em que os moradores poderão denunciar a presença de lixos nas ruas por meio do aplicativo da ouvidoria.
 
Marcos Paixão (REDE-PCdoB) 

Sinceramente, encaro essa situação com muita preocupação. Temos vários exemplos de cidades que resolveram essa situação com a implantação de usinas de reciclagem que geram emprego e renda. Lixões a céu aberto acarretam sérios problemas de saúde pública, como a proliferação de doenças causadas por moscas, mosquitos, baratas e ratos, além do impacto negativo ao meio ambiente com a poluição do solo e das águas superficiais e subterrâneas. A coleta de lixo na cidade é um dos pontos críticos da atual administração e motivo de reclamação diária da população. É preciso realizar um novo planejamento para suprir as demandas de cada bairro.
 
Pedro Augusto (PL)

Nossa cidade está muito atrasada no que se refere à limpeza urbana e à coleta de lixo. A reciclagem, por exemplo, tem que ser trabalhada em seu sentido amplo. A reciclagem de material de construção é um exemplo. Ao invés de ser jogado nos lixões, todo o restante deve ser moído em um grande triturador, e o produto dessa trituração pode ser usado como saibro para conservação de estradas rurais. O meu projeto também é ampliar consideravelmente a coleta de lixo na cidade.    
 
Ricardo Paf Pax (PSB-Republicanos-PV-PTB-MDB) 

Com relação à coleta do lixo, o serviço que vem sendo prestado parece ser satisfatório, na maior parte do município. Pode ser que haja alguns problemas pontuais, que precisam ser identificados, com a ajuda da sociedade. Mas, tenho certeza, o problema da coleta é o mais singelo e o de mais simples solução dentro deste complexo sistema. No que diz respeito aos lixões, a solução não pode ser outra senão o cumprimento da Lei. O Governo Federal institui, no ano de 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que estabeleceu o fim dos lixões a céu aberto, determinando que eles fossem substituídos pelos aterros sanitários, onde os resíduos são compactados e cobertos por terra e existe um sistema de drenagem que capta os líquidos e gases produzidos pelos resíduos orgânicos, protegendo o solo e o lençol freático de contaminação. Com relação aos lixões particulares clandestinos, o município deve fiscalizar e promover ações educativas junto às populações, oferecendo-lhes alternativas viáveis.


Veja as respostas anteriores sobre outros temas:

Como cada candidato(a) afirma que formará sua equipe de governo

O que os (as) candidatos(as) propõem para o homem do campo, principalmente o pequeno produtor.
Conheça as políticas para a juventude e inclusão social propostas pelos (as) candidatos (as)

Saiba as propostas dos(as) candidatos(as) para a educação em Leopoldina

O que  os (as) candidatos(as) propõem para recuperar espaços turísticos e de lazer
O que os (as) candidatos(as) propõem contra o abandono de áreas públicas
O que os (as) candidatos (as) propõem para a saúde em Leopoldina


O que cada candidato(a) propõe para geração de emprego e renda em Leopoldina

Qual a opinião de cada candidato(a) a prefeito(a) sobre o estacionamento rotativo


O que cada candidato(a) propõe para os animais abandonados em Leopoldina
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »