14/05/2016 às 16h17min - Atualizada em 14/05/2016 às 16h17min

Hora e vez de falar de três ases da nossa música: Assis Valente, Joubert de Carvalho e Custódio Mesquita

WALDEMAR PEDRO ANTÔNIO
Assis Valente, Joubert de Carvalho e Custódio Mesquita
José Assis Valente ou  ASSIS  VALENTE , segundo relato , teve uma vida conturbada em relação à sua criação estendendo-se  por toda sua trajetória vivida . Exerceu várias profissões até ingressar no mundo da música. No início DE 1930 , começou a compor sambas , influenciado por  Heitor dos Prazeres ., a partir daí estendendo-se pelo cenário musical , compondo suas canções com temas sociais e históricos de sua época . Assis Valente tornou-se um dos autores preferidos de Carmen  Miranda , de quem foi um fornecedor de sucessos . Apresentaremos algumas peças de seu  cancioneiro.

O samba abaixo versa sobre toda trajetória do amado , preparando-se para o carnaval , tendo em sua indumentária todos os apetrechos necessários para uma boa folia , diante do argumento e recusa de sua amada .           “  CAMISA  LISTRADA  “   [ “ /  Vestiu uma camisa listrada / E saiu por aí  / Em vez de tomar chá com torrada  / Ele tomou Parati / Levava um canivete no cinto / E um pandeiro na mão, / E sorria quando o povo dizia, / Sossega, Leão, sossega Leão. / Tirou o seu anel de doutor / Para não dar o que falar, / E saiu, dizendo, eu quero mamá, / Mamãe eu que mamá. / Levava um canivete no cinto / E um pandeiro na mão / E sorria quando o povo dizia, / Sossega Leão, sossega Leão. / Levou meu saco de água quente / Pra fazer chupeta / E rompeu a minha cortina de veludo / Pra fazer uma saia, / Abriu meu guarda-roupa / Arrancou a combinação / Até do cabo de vassoura / Ele fez um estandarte, para o seu Cordão. / E agora que a batucada / Já vai terminando / Eu não deixo e não consinto / Meu querido debochar de mim / Porque, se ele pegar as minhas coisas / Vai dar o que falar / Se fantasia de Antonieta / E vai dançar no Bola Preta / Até o sol raiar... / . “ ]  .


Assis Valente exalta a musicalidade do povo brasileiro em um samba cuja abordagem é centro do interesse dos americanos no aprendizado de nosso samba , depois que a baiana Carmen Miranda divulgou nossa música nos Estados Unidos , levando o cenário musical brasileiro para deleite mundial .  “  BRASIL  PANDEIRO  “ .  [ “ / Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor / Eu fui na Penha, fui pedir ao Padroeiro para me ajudar / Salve o Morro do Vintém, Pendura a saia eu quero ver / Eu quero ver o tio Sam tocar pandeiro para o mundo sambar / O Tio Sam está querendo conhecer a nossa batucada / Anda dizendo que o molho da baiana melhorou seu prato / Vai entrar no cuscuz, acarajé e abará / Na Casa Branca já dançou a batucada de Ioiô, Iaiá / Brasil, esquentai vossos pandeiros / Iluminai os terreiros que nós queremos sambar / Há quem sambe diferente noutras terras, noutra gente / Num batuque de matar / Batucada, batucada, reuni nossos valores / As historinhas e cantores / Expressão que não tem par, ó meu Brasil / |Brasil, esquentai vossos pandeiros | / |Iluminai os terreiros que nós queremos sambar ( 2X ) / Ô, ô, sambar, iêiê, sambar... / Queremos sambar, ioiô, queremos sambar, Iaiá / . “ ]  .  O que um boato não consegue na vida das pessoas .

Este samba apresenta toda uma trajetória em seus acontecimentos devida a um boato de que o mundo ia se acabar , fazendo com que o personagem aproveitasse de tudo que tinha direito e se redimisse sobre tudo de errado cometido durante sua vida  , mas como é esperado de que boato não tem vida longa aconteceu que :  “  O  MUNDO  NÃO  SE  ACABOU  “ . [ “ /  Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar / Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar / Até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada / Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada / Acreditei nessa conversa mole, achei que o mundo ia se acabar / E fui tratando de me despedir e sem demora fui tratando de aproveitar / Beijei a boca de quem não devia, peguei na mão de quem não conhecia / Dancei um samba em trajes de maiô e o tal do mundo não se acabou / Chamei um gajo com quem não me dava e perdoei a sua ingratidão / E festejando o acontecimento gastei com ele mais de quinhentão / Agora soube que o gajo anda dizendo coisa que não se passou / Vai ter barulho, vai ter confusão porque o mundo não se acabou / . “  ]  .


Uma das mensagem mais lindas nas criações de Assis Valente  está expressa em uma canção natalina simples em que sua abordagem espelha um grande problema social manifestado em termo subliminar , onde demonstra uma desigualdade social “  BOAS  FESTAS  “ .  [ “ /  Anoiteceu, o sino gemeu / A gente ficou feliz, a rezar / Papai Noel, vê se você tem / A felicidade pra você me dar / Eu pensei que todo mundo / Fosse filho de Papai Noel / Vem assim, felicidade Eu pensei que fosse uma / Brincadeira de papel / . “ ]  . Em uma bela canção em que faz um demonstrativo de uma mulher de cabaré ,






Assis Valente deixa transparecer nas letras da música que ela , mesmo acreditando no conselho , não modificou sua vida , continuando como uma  “ BONECA  DE  PANO  “  [ “ / Boneca de pano / Gingando, num cabaré / Poderia ser bonequinha de louça / Tão moça / Mas não é (bis) / Um dia alguém a chamou de boneca / E ela sendo mulher acreditou / O tempo foi se passando / E ela se desmanchando / Hoje quem olha pra ela não diz quem é / Em vez de boneca de louça / Hoje é boneca de pano / Em um sombrio cabaré /. ” ] .

    Agora desenvolveremos a trajetória musical de JOUBERT  DE  CARVALHO .  Mineiro de Uberaba , Minas Gerais , nasceu no dia 6 de março de 1900 . Teve toda sua vida ,  exercendo com muita competência , entre a medicina e a música . Suas composições foram gravadas por vários cantores de sucesso na época . Autor de mais de setecentas canções , afastando-se do mundo musical , por falta de espaço que novos estilos ocupavam , apagando , em parte , o verdadeiro romantismo seresteiro .

Desfilaremos , a partir deste momento , algumas belas e inesquecíveis canções de JOUBERT  DE  CAVALHO . Iniciaremos a amostra musical , dizendo que o grande êxito de Joubert aconteceu em 1932 com a canção de grande sucesso MARINGÁ , criação motivada para agradar um amigo que era do Município Nordestino de INGÁ , em referência à partida de uma jovem cujo cognome era Maria do Ingá e , posteriormente , inspirando para nome de uma nova cidade do Paraná rotulada  de   “  MARINGÁ  “ .  [ “ / Foi numa leva / Que a cabocla Maringá / Ficou sendo a retirante / Que mais dava o que falá./ E junto dela / Veio alguém que suplicou  / Prá que nunca se esquecesse / De um caboclo que ficou / Antigamente / Uma alegria sem igual / Dominava aquela gente / Da cidade de Pombal. / Mas veio a seca / Toda chuva foi-se embora / Só restando então as água / Dos meus óio quando chora. / Maringá, Maringá, / Depois que tu partiste, / Tudo aqui ficou tão triste, / Que eu garrei a maginá: / Maringá, Maringá, / Para havê felicidade, / É preciso que a saudade  / Vá batê noutro lugá. / Maringá, Maringá, / Volta aqui pro meu sertão / Pra de novo o coração / De um caboclo assossegá / . “ ]  .  


Uma das grandes canções  de Joubert de Carvalho aconteceu quando Carmen Miranda gravou Ta-hi, lançando-a em 1930 com o título 'Pra Você Gostar de Mim'. O álbum alcançou uma vendagem de 35.000 discos, numa época em que os grandes cantores vendiam, no máximo, até mil discos. Até hoje ressoa nos ouvidos dos amantes da boa música a melodia “TAÍ”  [ “ / Taí  / Eu fiz tudo pra você gostar de mim  / Ó, meu bem / Não faz assim comigo, não / Você tem / Você tem / Que me dar seu coração / Meu amor, não posso esquecer... / Se dá alegria, faz também sofrer / A minha vida foi sempre assim / Só chorando as mágoas que não tem fim / Essa história de gostar de alguém / Já é mania que as pessoas têm / Se me ajudasse Nosso Senhor / Eu não pensaria mais no amor /. “  ]  .







Com muita simplicidade musical , a canção seguinte retrata , harmoniosamente, uma relação de desejo diante da vida , em uma declaração bem satisfatória de como deve ser uma bela tranquilidade diante do dia a dia , ficando  “  DE  PAPO  PRO  AR  “ . [ “ / Eu não quero outra vida / Pescando no rio de Jereré / Tenho peixe bom / Tem siri patola / Que dá com o pé / Quando no terreiro / Faz noite de luar / E vem a saudade me atormentar / Eu me vingo dela / Tocando viola de papo pro ar / Se compro na feira Feijão, rapadura / Pra que trabalhar / Sou filho do homem / E o homem não deve / Se apoquentar / . “  ]  .






Nesta canção , o autor , com muita sensibilidade , descreve a perfeição e a maravilha de sua moradia , porém , apesar de tudo em ordem em seu canto , é desencantado pela grande solidão , motivada pela ausência de seu amor :  “  MINHA  CASA  “ .  [ “ / Foi num dia de tristeza, que a cidade abandonei / Sem saber o que fazer, na esperança de encontrar / Pela vida algum prazer, alegria em algum lugar. / Lá no alto da Tijuca, tem um sítio bem florido / Onde agora estou morando, com os pássaros em festa / De galho em galho cantando, lá dentro pela floresta / Minha casa é tão bonita que dá gosto a gente ver! / Tem varanda, tem jardim / Ainda agora estou esperando uma rede para mim / A embalar de quando em quando. / Minha casa é uma riqueza, pelas joias que ela tem / Minha casa que tem de tudo tanta coisa de valor / Minha casa não tem nada; vive só não tem amor! / . “  ]   .







      Encerrando com os TRÊS ASES DE OURO , falaremos agora de  CUSTÓDIO  MESQUITA . Compositor , pianista e ator , nasceu em 25 de abril de 1910 , na cidade do Rio de Janeiro . De família rica , começou sua carreira musical tendo aulas de piano com sua mãe , pianista clássica. Como compositor , seu primeiro sucesso foi a marchinha  “ Se  a  Lua  contasse  “ , em 1933 . A popularidade de Custódio crescia dia a dia , por ser um compositor de extremo talento , fazendo brilhar para o público qualquer letra composta por ele.  Em parceria com compositores da elite musical da MPB , deixou-nos um acervo respeitável de suas canções . Passemos agora a apresentação de algumas maravilhas musicais de CUSTÓDIO MESQUITA .  Em uma parceria com Mário Lago ,  Custódio compôs um de seus maiores sucessos onde aborda uma traquilidade amoroso no âmbito da ilusão da pessoa amada na cadência de um Fox-trot :   “ NADA  ALÉM “ . [ “ /  Nada  além / Nada além de uma ilusão / Chega bem / E é demais para o meu coração / Acreditando em tudo que o amor / Mentindo sempre diz / E vou vivendo assim feliz / Na ilusão de ser feliz / Se o amor / Só nos causa sofrimento e dor / É melhor / Bem melhor a ilusão do amor / Eu não quero e não peço / Para o meu coração / Nada além de uma linda ilusão / . “]  .

Nesta bela canção , em parceria com  Evaldo Ruy , Custódio Mesquita  descreve , minuciosamente , as partes que compõem o corpo de sua amada , declarando-se, de uma forma alucinada , toda paixão que tece pela escultura de sua bela  “  MULHER  “ .  [ “ / Não sei/ Que intensa magia /Teu corpo irradia/ Que me deixa louco assim/ Mulher/ Não sei/ Teus olhos castanhos/ Profundos, estranhos/ Que mistério ocultarão/ Mulher/ Não sei dizer/ Mulher/ Só sei que sem alma/ Roubaste-me a calma/ E a teus pés eu fico a implorar/ O teu amor tem um gosto amargo/ E eu fico sempre a chorar nesta dor/ Por teu amor/ Por teu amor Mulher / . “ ]  . 



Com parceria de Sadi  Cabral , Custódio Mesquita personifica basicamente um realejo , como motivo de retorno ao passado e o lamento de sua solidão , tudo projetado no   “  VELHO  REALEJO [ “ Naquele bairro afastado/ Onde em criança vivias / A remoer melodias / De uma ternura sem par / Passava todas as tardes / Um realejo risonho / Passava como num sonho / Um realejo a cantar / Depois tu partiste / Ficou triste / A rua deserta / Na tarde fria e calma / Ouço ainda o realejo tocar / Ficou a saudade / Comigo a morar / Tu cantas alegre e o realejo / Parece que chora / Com pena de ti / . “  ]   .  






Grande sucesso na voz de Aurora Miranda fez uma marchinha de carnaval que versa sutilmente sobre o testemunho  da lua diante aconchego amoroso e também da desavença entre o casal  , na esperança de que o segredo fosse revelado “ SE  A  LUA  CONTASSE  “  . [ “ / Se a lua contasse / Tudo o que vê / De mim e de você / Muito teria o que contar / Contaria que nos viu brigando / E viu você chorando / Me pedindo pra voltar / Somente a lua foi testemunha / Daquele beijo sensacional / Nesse momento foi tal o enlevo / Que a própria lua sentiu-se mal / Só as estrelas que cintilavam / Hoje dão conta do que se viu / Contam que a lua foi desmaiando / Caiu nas ondas, boiou. . . sumiu / . “  ]   . 





Custódio , nesta canção que foi sucesso na voz de Araci de Almeida  , pinta um quadro de uma separação amorosa quando , depois de tanto fracasso no amor , ordena que  “  SAIA  DO  CAMINHO  “ . [ “ /Junte tudo que é seu, seu amor, seus trapinhos / Junte tudo o que é seu e saia do meu caminho / Nada tenho de meu  / Mas prefiro viver sozinho / Nosso amor já morreu / E a saudade se existe é minha / Fiz até um projeto, no futuro, um dia / No nosso mesmo teto / Mais uma vida vingaria / Fracassei novamente / Pois sonhei, mas sonhei em vão / E você francamente, decididamente / Não tem coração / . “  ]   .  
    
O  CANTINHO  MUSICAL  poderia certamente estender algumas pérolas musicais no artigo  desses  três maravilhosos  ASES , porque os autores abordados têm um imenso acervo de composições  com verdadeiros sucessos presentes no cancioneiro da  MÚSICA  POPULAR  BRASILEIRA .
 
    “   DELICIAR-SE  COM  AS  OBRAS  DOS  COMPOSITORES  DA  MÚSICA   POPULAR  BRASILEIRA , REPRESENTA ,  PARA   OS AMANTES  DAS  BOAS  CANÇÕES ,  MOMENTOS  DE  ETERNA  VITALIDADE  PARA  A  ALMA   E  UM  PRAZEROSO  ELIXIR  PARA  O  CORAÇÃO  .  OTRÊS  ASES  AQUI  DESFILADOS  PROPORCIONARAM-NOS  UMA  PERFEITA  RECEITA  QUE  JUSTIFICA  A  ETERNA  RAZÃO  DE  VIVER  !  “
 
WALDEMAR  PEDRO  ANTONIO                            e-mail :  [email protected]
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »