18/06/2016 às 13h38min - Atualizada em 18/06/2016 às 13h38min

VI NISSO OS cantos e poemas no mesmo TOM

     Astros gêmeos nas composições e partes inseparáveis da arte musical , VINÍCIUS  E  TOM  constituem uma divina dupla responsável pelo embelezamento do  CANCIONEIRO DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA . Com eles aprendemos o que é  MELODIA , AMOR  , PAIXÃO , LIRISMO , embutidos em uma   NOVA BOSSA  ou  em uma  BOSSA NOVA .

    Omitiremos neste artigo qualquer data ou local relacionados à dupla , porque o essencial é  sabermos que nasceram  ( não damos importância quando e onde ) graças a Deus , divinizando a  Música Popular Brasileira , e aportaram em bar com muito uísque em um cais de Ipanema , celeiro das grandes canções  compostas pela magnífica parceria de dois exponenciais de nossa música  : VINÍCIUS DE MORAES  E ANTÔNIO CARLOS JOBIM .

  
  Para dar partida no que iremos exibir como pérolas de nosso cancioneiro , nada melhor do que pintar um quadro com uma sequência cênica  da  exuberante beleza da mulher carioca . Ao filmar com olhos clínicos o deslumbrante  caminhar da bela Helô Pinheiro, pelas calçadas de Ipanema , sentados no bar Veloso ( atual Garota de Ipanema),extasiados pela cadência ingênua  da menina da tarde , nasce o ícone da Bossa Nova, composição de VINÍCIUS E TOM  : “ GAROTA DE IPANEMA “ .  [  “ /  Olha que coisa mais linda / Mais cheia de graça / É ela a menina / Que vem e que passa / Num doce balanço , a caminho do mar . / Moça do corpo dourado / Do sol de Ipanema / O seu balançado é mais que um poema / É a coisa mais linda que eu já vi passar / Ah, por que estou tão sozinho? / Ah, por que tudo é tão triste? / Ah, a beleza que existe / A  beleza que não é só minha / Que também passa sozinha / Ah, se ela soubesse / Que quando ela passa / O mundo inteirinho se enche de graça / E fica mais lindo / Por causa do amor / . “  ]  .   

A dupla consegue configurar o AMOR , sem sentir ou sofrer, num belo poema onde expressa o lirismo amoroso em louvor à mulher A acoplagem da competência musical com a criatividade poética foi o marco da esplendida  união da dupla VINÍCIUS /TOM que se associaram para criar os sambas da peça  “ ORFEU DA CONCEIÇÃO “ , surgindo daí uma enorme amizade , brotando um grande sucesso popular :  “ SE TODOS FOSSEM IGUAIS A VOCÊ “ . [ “ / Vai , sua vida / Seu caminho é de paz e amor / A sua vida / É uma linda canção de amor  / Abre seus braços e canta a última esperança / A esperança divina de amar em paz / Se todos fossem iguais a você / Que maravilha viver / Uma canção pelo ar / Uma mulher a cantar / Uma cidade a cantar / A sorrir a cantar a pedir / A beleza de amar /  Como a flor como o sol, como a luz / Amar sem mentir nem sofrer / Existiria a verdade / Verdade que ninguém vê  / Se todos fossem no mundo / Iguais à você  / “  ]  .

O vassalo amoroso tão expresso nas “ Cantigas de Amor “ no período da poesia lírica da Idade Média é resgatado com muita maestria e sentimento pela dupla na canção :  “  EU SEI QUE VOU TE AMAR “ .  [ “ / Eu sei que vou te amar / Por toda minha vida vou te amar / A cada despedida eu vou te amar / Desesperadamente eu sei que vou te amar / E cada verso meu será pra te dizer / Que eu sei que vou te amar por toda minha vida / Eu sei que vou chorar, a cada ausência tua eu vou chorar / Mas cada volta tua há de apagar / O que essa ausência tua me causou / Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver / À espera de viver ao lado teu por toda minha vida . “ ] .


Ainda sobre sofrimento da separação , outro tema Medieval expresso nas “ Cantigas de Amigo “ , cantado em um choro dorido das mulheres da época pela ausência de seus amantes , daí o surgimento da palavra saudade, privilégio de nossa Língua Portuguesa , é revivido , em 1958 , pela magnífica dupla , na canção :  “  CHEGA DE SAUDADE  “ . [ “ / Vai , minha tristeza , / E diz a ela que sem ela não pode ser / Diz-lhe, numa prece / Que ela regresse , porque eu não posso mais sofrer / Chega de saudade / A realidade é que sem ela não há paz /Não há beleza / É só tristeza e melancolia / Que na sai de mim , não sai de mim , não sai / Mas se ela voltar, se ela voltar / Que coisa linda, que coisa louca / Pois há menos peixinhos a nadar no mar / Do que os beijinhos que eu darei / Na sua boca / Dentro dos meus braços / Os abraços hão de ser milhões de abraços / Apertado assim, colado assim, calado assim / Abraços e beijinhos, e carinhos sem ter fim / Que é pra acabar com esse negócio de você viver sem mim. / Não quero mais esse negócio de você viver de mim / Vamos deixar desse negócio de você viver sem mim./ “ ] .

A fascinação pelo Rio de Janeiro e pela exuberância  da mulher carioca sempre inspirou a dupla a compor belas canções, exaltando atributos em reverência  à beleza feminina , como observamos no  desenho da canção :  “  ELA  É  CARIOCA  “.  [  “ /  Ela é carioca / Ela é carioca / Basta o jeitinho / Nem ninguém tem assim carinho para dar / Eu vejo  na cor de seus olhos / As noites do Rio ao luar / Vejo a mesma luz / Vejo o mesmo céu / Vejo o mesmo mar / Ela é meu amor , só me vê a mim / A mim que vivi para encontrar / Na luz do seu olhar / A paz que sonhei / Só sei que sou louco por ela / E pra mim ela é linda demais  / E além do mais / Ela é carioca / Ela é carioca  . “  ] .



Estar  feliz é um estado de oscilação dentro do cotidiano, e a tristeza torna-se permanente na  ausência da   “ FELICIDADE  ”  . [ “ / Tristeza não tem fim / Felicidade sim / A felicidade é como a gota / De orvalho numa pétala de flor /  Brilha tranqüila / Depois de leve oscila / E cai como uma lágrima de amor / A felicidade do pobre parece / A grande ilusão do carnaval / A gente trabalha o ano inteiro / Por um momento de sonho / Pra fazer a fantasia / De rei ou de pirata ou jardineira / Pra tudo se acabar na quarta-feira / Tristeza não tem fim / Felicidade sim / A felicidade é como a gota / De orvalho numa pétala de flor / Brilha tranqüila / Depois de leve oscila / E cai como uma lágrima de amor / A minha felicidade está sonhando / Nos olhos da minha namorada / É como esta noite / Passando, passando / Em busca da madrugada / Falem baixo, por favor / Pra que ela acorde alegre como o dia / Oferecendo beijos de amor / Tristeza não tem fim/ ( 6 X ) / “ ] .  

A dupla compôs uma música que , em sua versão traduzida para o inglês , fez tanto sucesso que chegou a ser regravada por nomes como Elle Fitzgerald e Frank Sinatra .  “  INSENSATEZ  ”  [ “ / A insensatez que você fez / Coração mais sem cuidado / Fez chorar de dor / O seu amor / Um amor tão delicado  / Ah , Por que foi fraco assim / Assim tão desalmado / Ah , meu coração que nunca amou / Não merece ser amado / Vai meu coração ouve a razão / Usa só sinceridade / Quem semeia vento , diz a razão / Colhe sempre tempestade / Vai meu coração pede perdão / Perdão apaixonado / Vai porque quem não / Pede perdão / Não é nunca perdoado / “ ]  . Há na dupla um enorme sentimento de paz na perda de uma paixão e a redescoberta alegre de um novo “  AMOR  EM  PAZ  “ . [ “ / Eu amei / E amei , aí de mim , muito mais do que devia amar / E chorei / Ao sentir que iria sofrer e me desesperar / Foi então / Que da minha infinita tristeza aconteceu você / Encontrei / Em  você a razão de viver e de amar em paz / E não sofrer mais / Nunca mais / Porque o amor é a coisa mais triste quando se desfaz . “  ] .

A luz refletida e identificada nos olhares das pessoas amadas é certamente o indício de grande paixão expressa  “   PELA LUZ DOS OLHOS TEUS “ . [ “ / Quando a luz dos olhos meus / E a luz dos olhos teus / Resolvem se encontrar / Aí , que bom que isso é , meu Deus / Que frio que me dá / O encontro desse olhar / Mas se a luz dos olhos teus / Resiste aos olhos meus / Só pra me provocar / Meu amor , juro por Deus / Me sinto incendiar / Meu amor, juro por Deus / Que a luz dos olhos meus / Já não pode esperar / Quero a luz dos olhos meus / Na luz dos olhos teus / Sem mais la ra ra ra / Pela luz dos olhos teus / Eu acho, meu amor, que só se pode achar / Que a luz dos olhos meus precisa se casar / (La ra ri ra ra ra) / (La ra ri ra ra ra) / Quando a luz dos olhos meus / E a luz dos olhos teus / Resolvem se encontrar/ Ai, que bom que isso é, meu Deus / Que frio que me dá / O encontro desse olhar / Mas se a luz dos olhos teus / Resiste aos olhos meus / Só pra me provocar / Meu amor, juro por Deus / Me sinto incendiar / Meu amor, juro por Deus / Que a luz dos olhos meus / Já não pode esperar / Quero a luz dos olhos meus / Na luz dos olhos teus / Sem mais la ra ra ra / Pela luz dos olhos teus / Eu acho, meu amor, e só se pode achar / Que a luz dos olhos meus precisa se casar / (3X) / . “  ] .

A simbiose , através da música , entre morro e a cidade é um apelo que a dupla faz , porque   “  O  MORRO  NÃO  TEM   VEZ “  [  “ / O morro não tem vez / O que ele fez já foi demais / Mas olhem bem você /Quando derem vez ao morro / Toda cidade vai cantar / Morro pede passagem / Morro quer se mostrar / Abram alas pro morro / Tamborim vai falar / É um, é dois, é três / É cem, é mil a batucar / O morro não tem vez / Mas se derem vez ao morro / Toda a cidade vai cantar /.“ ]  .
       




Lamentavelmente , temos que encerrar aqui com uma pequena amostra da criatividade musical de VINÍCIUS E TOM , motivado pela limitação espacial  do artigo , entretanto temos a convicção de que fizemos uma seleção respeitosa e de grande admiração por esses BALUARTES DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA .

        Respeitando muito a produção musical da dupla , peço  “ vênia “    para fecharmos  nosso artigo com manifestação lírica da poesia de VINÍCIUS DE MORAES

                                         “  São demais os perigos desta vida
                                            Pra quem tem paixão principalmente
                                            Quando uma lua chega de repente
                                            E se deixa no céu , como esquecida
                                            E se ao luar que atua desvairado
                                            Vem se unir uma música qualquer
                                            Aí então é preciso ter cuidado
                                            Porque deve andar perto uma mulher  “

 E o samba de composição  somente de TOM , onde  exalta do alto a beleza do Rio de Janeiro “   SAMBA  DO  AVIÃO   “   [ “ / Minha alma canta, / Vejo o Rio de Janeiro, / Estou morrendo de saudade. / Rio, teu mar, praias sem fim, / Rio, você foi feito pra mim. / Cristo Redentor, Braços abertos sobre a Guanabara. / Este samba é só porque, Rio, eu gosto de você, / A morena vai sambar, Seu corpo todo balançar. / Rio de sol, de céu, de mar, / Dentro de mais um minuto estaremos no Galeão / Este samba é só porque, / Rio, eu gosto de você, / A morena vai sambar, / Seu corpo todo balançar. / Aperte o cinto, vamos chegar, / Água brilhando, olha a pista chegando, / E vamos nós. / Aterrar / . “  ]  .   
                              

      “   DIANTE DESTES DOIS  EXPONENCIAIS DA MPB , SERIA IMPOSSÍVEL NEGAR QUE  VINÍCIUS E TOM  TENHAM  A  MESMA  ALMA GÊMEA  MUSICAL , PORQUE O ENCAIXE DE SUAS COMPETÊNCIAS E SENSIBILIDADES É A BASE COMPROBATÓRIA DESTA  BELA UNIÃO . “
 
WALDEMAR PEDRO ANTONIO       e-mail       wpantonio@terra.com.br
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »